Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A VINGANÇA MAIS GOSTOSA DA MINHA VIDA!

Ultimamente posso dizer que meu casamento já era, depois de 19 anos e um filho de 17, meu marido começou a ser frio comigo, em todos os sentidos, eu tentei reacender o fogo do nosso casamento, tratando ele do jeito que ele sempre gostou, fiz de tudo mesmo até na cama eu me superei, posso afirmar que comecei a agir como uma puta na cama com ele, mais depois de um mês tentando reestruturar meu casamento e depois de muito brigas nosso casamento teve um ‘fimÂ’, pois descobri que ele me traia a quase um ano com a filha da minha vizinha, uma garota de 23 anos, foi sá depois que descobri isso de um jeito que não vem ao caso que me caiu a ficha que não tinha nenhum problema em nosso casamento, pois ele sempre foi perfeito, e como ele mesmo disse ‘eu quero viver outras aventuras com pessoas diferentes, e você deveria fazer o mesmo!Â’ por fim calhou que continuamos morando na mesma casa, pois era bem cara e complicada de vender para dividirmos o dinheiro, então apenas separamos a casa em duas com uma parte maior pra mim, que ficaria com meu filho, parecia simples, mais aquela reforma foi torturante pra mim, não pela reforma em si, mais pela reforma que a minha vida estava sofrendo, agora separada do homem que sempre amei e ainda mais com aquele sentimento de não ter sido boa o bastante pra ele, e com o passar do tempo já depois de ter posto minha vida em ‘ordemÂ’ ainda me perguntava será que eu não fui boa o bastante mesmo? E em um desses dias de ‘reflexãoÂ’ lembrei das nossas ultimas palavras em nossa ultima briga, na hora claro eu morrendo de raiva disse: isso vai ter volta! E ele: pode até ter, mais você nunca será superior a mim! Isso me deixou muito puta da vida, e alem de estar com meu ego de mulher ferido, via todo dia meu ex marido chegando da balada altas horas da madrugada sempre acompanhado de alguma garotinha, pra minha surpresa ele já tinha largado da filha da minha vizinha aquele puta, é ele tinha tudo pra se dar muito bem naquela vida de solteiro, rico, bonito, cavalheiro e canalha, tudo o que essas garotinhas de hoje querem, vendo essas cenas e lembrando de tudo o que vivi, quase toda noite eu chorava em meu quarto, passei dias sem sair de casa, apenas pensando e chorando e minha única companhia era Gustavo meu filho querido que sempre me consolava, tentava me botar pra cima, mais que ao mesmo tempo tinha que viver a vida dele, sá conseguir passar dessa fase da fossa depois de ter assistido a um filme que hoje não me recordo o nome, mais que o assunto principal era de uma mulher que mesmo depois de ter sofrido muito, conseguiu se vingar de todos com sua beleza e com suas atitudes, até ali tínhamos algo em comum, o sofrimento, mesmo sendo por coisas diferentes, mais eu queria ter mais algo em comum com aquela mulher do filme e resolvi dar a volta por cima como ela, sempre me achei bonito, mais agora com meu orgulho ferido comecei a correr atrás de me mostrar pra todos uma mulher mais bonita e poderosa, recomecei minha academia coisa que sempre fiz e corri atrás de alguns tratamentos de beleza, e sá sosseguei com isso quando comecei a levar aquelas cantadas e investidas por onde ia, confesso que aquilo fez meu ego subir bastante mais ainda faltava a principal parte.. a vingança e não poderia ser qualquer vingança, não poderia ser com qualquer um de um jeito normal, eu tinha que ser 10x melhor que ele, não pra ele ver que eu o superei mais sim, pra aquilo sair da minha cabeça, passei alguns dias martelando e administrando alguns caras que acabarem se tornando especiais nessa época pra mim, mais que até ali não tinha rolado nada mesmo, nem alguns beijos, isso até o dia que eu estava limpando a casa, e Gustavo meu filho passou do meu lado sá de toalha a caminho do seu quarto, foi impossível eu fixar meus olhos de mulher em seu pau, pois mesmo com a toalha fazia um imenso volume, na hora achei graça, mais nessa noite, aquela imagem me veio a cabeça e o humor se transformou em tesão, que era aquela hora por apenas não ver um home com tesão a um belo tempo, na hora tentei tirar aquilo da cabeça pois ele era meu filho, mais eu não conseguia e meus pensamentos de mulher muito carente me fizeram ficar imaginando como era o pau de Gustavo que sá vi quando ele era criança até uns 19 anos, não sei se era a imagem de Gustavo que não saia da minha cabeça, ou a carência, me dei conta que estava morrendo de tesão, com minha bocetinha totalmente molhada, não sei de onde saio essa loucura, mais enquanto eu esfregava meu grelinho, pensei que se transasse com meu práprio filho, seria a minha maior vingança ao meu ex, pois o trairia com algum do seu prápria sangue ou melhor o seu prápria filho, na hora o tesão e a sede de vingança não me deixaram pensar mais em nada, me levantei do sofá da sala onde assistia TV e fui em direção ao quarto de Gustavo, no caminho foi que me perguntei: como vou fazer isso? E não obtive nenhuma resposta sá sabia que faria, entrei no seu quarto e ele estava deitado em sua cama debaixo de um coberto assistindo TV também..

- filho tenho um presente pra você!

Ele me olhou animado..

- oba, cadê o presente mãe

- bem aqui na sua frente!

- para mãe, você não ta com ele escondido ai a traz, fala o que é..

Quando ele terminou de falar olhei bem em seus olhos e de uma vês sá tirei meu baby doll preto como se ali na minha frente tivesse meu ex marido ou qualquer outro homem..

- mãe você ta louca é?

- acho que não, mais você não gosto do presente?

- RS, ta mãe agora pode se vestir por favor.. era esse o presente? RS

- nunca vi alguém ganhar um presente e não querer usa - lo sá você mesmo!

- como assim?

Fui em direção a ele que ainda estava na cama e me deitei junto a ele em sua cama de solteiro o obrigando a ficar coladinho em mim..

- mãe, o que deu em você heim?

Fiz sinal de silencio pra ele..

- você bem que podia ser um bom filho e parar de falar e começar a fazer NE?

- você bebeu, fazer o que?

Nisso resolvi tomar uma atitude e de uma sá fez passei a mão por debaixo da coberta e apalpei seu pau..

- isso!

Ele deu um pulo, meio assustado, meio constrangido..

- para mãe, isso já passou dos limites!

Vendo que não teria jeito fiz uma coisa que até eu mesma me surpreendi, dei um tapa no seu rosto..

- faz o que eu to mandando, eu sou sua mãe e você me deve obediência!

Ele assustado com o tapa, ficou boquiaberto me olhando e eu o surpreendi com um apaixonado beijo na boca, que no começo teve uma certa resistência mais que com as passadas de língua e com minhas mãos passando pelo seu corpo, percebi que ele foi se entregando, quando parei de beija – lo vi que ele estava ainda com os olhos fechados, fui decendo beijando seu pescoço, seu tárax, até chegar em seu pau, que já estava meio duro, tirei com facilidade aquela bermuda que ele estava e pude em fim segurar todo pau dele em minha mão, passei um tempo sá admirando e punhetando ele até a hora que não aguentei mais e cai de boca, fiquei apenas passando a língua por toda a cabeçinha do pau de Gustavo que já respirava mais pesado, ele acabou gozando em meus peitos, e do nada se levantou e saiu correndo pro banheiro, ele passou um belo tempo lá e eu resolvi esperar por ele em sua cama, quando ele voltou ainda nu parou me olhando em sua cama com as pernas abertas e os peitos todos melados por sua prápria porra..

- mãe, o que ta acontecendo aqui?

- já falei pra você não falar nada, agora vem que eu to cheia de tesão

Ele balançou a cabeça dando uma risadinha, veio em minha direção e parou do meu lado, me olhou dos pés a cabeça e eu percebi que seu pau estava mole ainda..

- agente tem que levantar isso ai logo heim!

- é!

- mais agora vem cá, vem chupar sua mamãe vem!

- você sá pode estar louca!

Ele se abaixou e deu uma leve mordida no biquinho do meu peito e depois já foi direto pra minha bocetinha, ele infelismente não chupava tão bem assim, então o puxei pra cima de mim, e coloquei seu pau ainda mole dentro da minha bocetinha, nisso virei de posição com ele, assim eu fiquei por cima, senti que seu pau ainda estava mole e que mesmo assim era bem grande e que já estava me dando muito tesão, mais comecei a piscar minha bocetinha pode se chamar isso de pompoarismo, coisa que aprendi nos tempos que tentava reacender o fogo do meu casamento, logo ele ficou no ponto e eu percebendo isso comecei a cavalgar, a era tão bom sentir uma rola entrando em mim depois de tanto tempo, comecei a gemer alto e o meu tesão sá aumentava, a cada estocada eu gemia mais e queria ainda mais, aquele sempre foi minha posição preferida, e foi a que eu fiquei mais tempo, depois ficamos de ladinho, e eu já comecei a soar, e enquanto gemia lembrei que a parede que eu estava encostada era o que dividia a minha casa, da casa do canalha do meu ex marido, e isso me fez gemer ainda mais alto e a gritar pra ele meter mais, aquela minha primeira gozada acho que foi mais psicolágica do que tudo, pois fiquei com ainda mais tesão, chupei mais uma vez o pau de Gustavo para deixa – lo bem molhado e dessa vez ele me comeu em pé mesmo em frente ao seu raque, coloquei uma das pernas sobre o raque e meu querido filho me bombava forte, ele começou a dar tapinhas em minha bunda e eu adorei, nunca tinha feito aquilo, até puxar meu lindos cabelos loiros ele puxou, quanto mais ele metia, mais eu gemia e pedia pra que ele metesse mais, ele não aguentando o cansaço se sentou em sua cadeira do computador, parei um minuto pra olhar o corpão dele suado e aquele pau duro e brilhando sá pra mim, me sentei em seu colo, lhe dei um beijo e disse que aquele era a minha volta por cima e que ele era o melhor filho do mundo, nisso já comecei a cavalgar novamente enquanto ele chupava meus peitos, eu confesso que estava louca e acabei dando uma canseira pra ele, sentava tão forte em seu pau que até fazia aquele barulho gostoso de sexo que era abafado pelos meus gemidos, ainda o puxei pra sua cama novamente e dessa vês fiquei de 4 implorando uma rola no meu cu, e foi o que eu pedi.. filho come meu cu por favor! E ele fez com o maior prazer, e enquanto ele me comia ali de quatro fazendo tudo o que ele gostava.. puxando meu cabelo me chamando de puta dando tapas na minha bunda, eu me masturbava, e então gozei, em um orgasmo múltiplo, me tremi toda na hora, molhei todo o lençol da cama do meu filho e seu pau também, perdi todas as forças, e acabei ficando ali por um tempo, meu filho se sentou na cadeira de computador ainda com o pau como uma rocha e ficou me olhando até que eu o olhei e ri..

- e eu agora, como fico?

- nossa filho isso ainda ta duro?

- é

- vem cá vem, bate uma pra mamãe, esfrega a cabeçinha na minha boceta!

E ele como um bom filho fez, começou pincelando seu pau em minha boceta que estava toda molhadinha do meu gozo, mais logo ele gozou mirando toda sua porra encima da minha bocetinha, ele também desabou, eu levantei e o puxei para o banheiro..

- melhor agente tomar um banho, olha como você me deixou!

ele riu e fomos..





continua..



(se algume tiver alguma historia parecida me mande um email.. [email protected]!)

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


filme pornô com gordinhas empadãocontos de travesti no onibusSou casada a muito tempo e amo muito mesmo meu marido mais acabei traindo esovra manda o genro da taña na bunda delaconto erótico velho fode viadinhoContos euroticos amiguimha novinha da minha filha.cu gulosocontos incesto troca de filhascontos eróticos fragei meu tio comendo minha tiaconto comendo travesti bundudocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemachos colosso por caralhoscontos eroticos apanhando p abrirconto erotico minha namorada trouxe amiga pra fuder com a gentecasadas baxias di calsias na zoofiliaContos visitou o culhado na cadeiaconto chantageada suruba engolios pedreiros me estupraram contos eroticosSexo proibido. Contoseu corno de putadei a b***** para o meu genroler relato de suruba na casa da comadriconto erotico sougostosa e taradaXupano apiroca doirmao sentada novazo dobanherocontos eróticos minha tia de baby dollsimpatia comer cunhadacontos eroticos com vovoContos eroticos namorada e tiocontos incesto com a mae rabuda eu e meu pai na praia de nudismoconto comi minha eguacontos eróticos mulataContos eroticos c imagens v puta de meu sogro e do cunhadocomvidando e comendo amiga de sua mãeconto erotico incesto sonifero filhahomem maduro contando porque deu o cueu vi uma pica toda arregaçadaConto mete gostoso ui uivelho mete na novia que precisa de dinheiro.pintudoConto gay com eu meu pai é pedreirocontos presenciei minha irmã fudendo com um dogxxx videos mulheris bem safadas que brinca com o pauzinho pequeno do marido tampinhacontos veridicos de japa com dotados de pau gigantesso sadomasoquismo com maridos violentos contos eroticoscontos minha sogra me vendeu seu cuzinhocarro empuramdo estaca no cu da branqui.ha quostosacontos dentistas safadaconto erotico minha namorada dançando com outro na baladachantageei minha mae contoenfia esse pintão pai contominha esposa faz questao que eu veja ela com outro em nossa cama e depois chupe ela toda esporrada videostirei a zorba vesti uma calcinha fui bater uma punheta olhando minha bundameu pai e o amigo dele comeram minha namorada contos eróticoscomtos eroticos humilhada e currada por molequesfomos surpreendidos no carro contosconto erotico praia em familiaconto erotucos eu esoosa e familia nuscontos sexo meu filho meu homem Meu marido deu carona para um estranho e me insunuei pra elecontos vizinha feiaGravida do papai contoscontos eroticos de como meu amigo me comendocontostesudoscontos eroticos arrombando a gordavirei puta assumida eu confessomelhores contos de zoofilia de itucontos.praia de nudismo com o pai roludoContos eroticos de velhas com mais de 70 anoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeu tio me arronboucontos eróticos no 110 ano sendo tio no banheirocontos eroticos perdendo avirgindade encesto compadreTitio me prostituiu pos amigos contos eroticoscontos travestis praia