Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DIÁRIOS DE UMA MENINA NUM CORPO DE UM MENINO 7

Diários de uma Menina num Corpo de um Menino 7



Virando Puta 2



Depois de guardar as minhas coisas e me refrescar no banheiro, me juntei a Kátia e a tia Irene na mesa da copa, peguei um cigarro do maço de Hollywood da tia e em conjunto com a Kátia narrei pra ela os acontecimentos do fim de semana maravilhoso que tive.

- Então Robinho, você resolveu escolher mesmo este caminho? Perguntou minha tia.

- Sim tia, com certeza absoluta, eu to até tomando anti-concepcional. Afirmei.

- É mesmo tia, falou Kátia, foi idéia do meu amigo Júlio.

- Ele me disse que se tivesse um corpo igual ao meu eu ele teria se transformado em boneca há muito tempo.

- É isso mesmo que vc quer?

- É isso mesmo, cada dia que passa eu tenho mais certeza de ser uma menina num corpo de menino. Eu falei.

- Você sabe que vai sofrer preconceito de todos os lados, até dentro da família.

- Eu sei mas é isso que eu quero ser e vou lutar por isso.

- Muito bem então eu vou te ajudar, mas vai chegar um tempo que vc vai ter que falar pra sua mãe.

- Eu sei .... respondi, já tremendo de medo com a possibilidade.

Minha tia me ajudou muito mesmo, naquele dia ela decidiu que nos iramos fazer compras, ela iria montar um enxoval pra min em sua casa.

Naquele dia voltei a me vestir de mulher de novo, minha tia com a ajuda de Kátia, me produziu toda. Minha tia me emprestou a sua lingerie, eu escolhi uma sutien preta combinando com uma calcinha de renda preta, fio dental, minha tia ajudou a ajeitar o meu pintinho, e ficou de um jeito que parecia que eu tinha mesmo uma xerequinha. Minha prima me emprestou uma blusinha que deixava a barriga de fora e uma mini-saia. Me maquiaram e mostraram apontaram um espelho, era a primeira vez que eu me montava de forma completa, e eu tinha ficado uma gata, muito parecida com a minha prima, parecíamos irmãs, sá diferenciando o meu cabelo preto mais curto e os peitos, minha prima tinhas os peitos desenvolvidos desde os 19 anos, e agora com 17, tinha os peitos de dar inveja a qualquer mulher mais velha.

- Antes de ir temos que arranjar um novo nome pra vc robinho, não posso ter uma sobrinha com esse nome.

Minha prima sugeriu Roberta, por ser o mais práximo de Robson, mas nem eu e nem minha tia gostamos. Ficamos discutindo por um bom tempo, até que surgiu o nome de Ana Carla, pronto estava rebatizada.

Fomos ao shoping fazer compras, durante as compras recebíamos cantadas de tudo o que era jeito, ninguém percebia que eu era um menino, o meu nervosismo foi passando, afinal era a minha primeira vez em público, e eu passei a adorar a situação, ficávamos comentando os homens que nos cantavam, quem era gato, quem era gostoso, que parecia ter uma mala maior, bem coisas de meninas.

Na praça de alimentação do shoping, eu falei pra minha tia do meu dilema com o Washington, disse que eu estava apaixonada por ele, mais mesmo assim, me sentia atraída e com vontade de transar com outros.

Minha tia falou que isso era normal, o que não era é eu me ficar prendendo a um sá homem.



- Mas eu o amo tia.

- E daí? Eu fico puta com essa sociedade, quando será que as pessoas vão aprender a diferenciar amor de tesão? O que ta acontecendo com você é culpa, esse sentimento alimentado por sua educação catálica. Disse a minha tia nervosa

- É isso aí prima, deixe de ser carola. Foi por isso que vc demorou a aceitar a sua sexualidade, e agora que ficar fiel a um homem sá por causa da Igreja, daqui a pouco você sá vai querer transar depois do casamento. Falou quase gritando Kátia.

- Calma gente, eu sá to confusa com os meus sentimentos. Eu disse nervosa.

Minha tia pegou nas minhas mãos e olhou bem nos meus olhos e falou suavemente:

- Eu entendo o que você esta passando, é muita transformação em pouco tempo, mas você ta com tesão, morrendo de vontade de fuder, seu namorado ta em Sampa.

- Junto com o meu e provavelmente tão comendo aquelas modelos putinhas de lá. Disse Kátia.

Eu comecei a chorar, provavelmente devido aos hormônios que eu estava ingerindo com os anticoncepcionais estavam afetando o meu humor.

Minha tia me abraçou e disse que tava tudo bem. Eu disse que não, que eu tava com vontade transar, mas tinha medo de tentar, não sabia como fazer com um homem estranho, namorar e fletar.

- Calma meu amor a titia vai te ensinar isso tudo, não chora mais, mas por enquanto vamos resolver este seu probleminha mais urgente, este seu atraso e vai ser esta noite.

Minha tia não disse mais nada. Chegando em sua casa ela começou a telefonar e não me disse mais nada.



CONTINUA......

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


comi a minha cunhada Adrianaconto gay de pai com vaqueirocontos erotico patricinha debaixo do edredomdominada pela amiga lesbico contos eroticoshistorias eróticas com coroa de 80 anoscontos eroticos arrombando a gordaCONTO DEPRAVADAcontos eroticos fudendo meninas de dez anoscontos horoticos verdadeiras pelotascontos eróticos brasileiro primeira vez mãe fazendo dupla penetração com seus filhosencoxador no tremcontos eroticos padrasto e enteadaLóira safada narra conto metendo na coberturaconto de estrupando a velhacontos dando minha bucetinhaconto eRotico os piralhoS m comeraoinocênciaperdida contos eroticos gayContos eróticos curtos de cachorro lambendo a buceta da vómoreninha linda gostosa quatorze anos dandocontos eroticosContos mãe no colovirei puto do vovo conto gaynifeta cor de jambo no vidio mobiliContos.minha.filha.ja.ten.cabelo.na.buceta.amiga inseparavel chupa a bucete uma da outracontos eroticos meu vizinho mim estrupo eu era pequena tinha oito anosFetiche pelos pezinhos da minha amadacontos eróticos picantes dando pro professor gostosoXvidio mulhes que anda a noiteContos gozou dentro e engravideiconto erotico comendo a mulher do irmao na chantagemsou crente eu e ninha esposa e tenho uma fetiche de tansar transar com outro homemContos de mendigos negros fodendo cu de garotos brancoscontos incestos eu comi minha vovócontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto de sexo mae mulata de calcinha fio dental nas fériasConto de puta metendo com todos no posto de gasolinacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteContos eróticos gay bem novinho querendo sentar no colo do papaicontos eroticos arrombando a gordaconto erotico fui no pagode e comi um travesticonto de sexo sobrinha galinha parte 2Peguei minha esposa dando o cuzinho pra 2 compadres nossos contos e relatos eroticoscoletania foto engatada caoMe Faz um Cafuné conto gayminha bunda grande contoporno contos casada comprando mandiocacontos cris super dotadoler contos com fotos de esposas sendo estupradas engolindo porra de dotadosporno.ele namorou a cunhada ate que ele comeu o cu delaconto tranzar com patraocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteComtos namorada fodida por varios machosDuas lesbicas se chupando delicioaamentecontos eroticos vovôs com netoscontos depois de 20 anos fui morar com minha mae e no banho ela vou meu rolaocontos comi a mulher do amigo bebadamulher faz strip antes de comecar zofiliaVidio de bucetas emchadas napica grosamovinha petenho avigidadeContos eroticos de incesto putaria entre familias em gang bang so de homens pauzudos no sitiocomi o cuzinho do vizinho novinho contos heroicoscontos eroticos meu professor me deu uns amassos e colocou pra mim chupar seu pau em sala de aulamulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigahumilhada e fodida contocontos gay comendo o muleke do orfanatocontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestio cu mais largo do mundo contosdestruidor de cu contoscontos eroticos cheiro de urinaContos eróticos baixinha morena