Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA "TIA" GOSTOSA

Olá, estou aqui para contar uma historia que aconteceu a uns 2 anos na época eu tinha 19 anos e minha “titia” tinha 25 ou 26... Bem vou começar contando como a gostosa é... uma loirinha baixinha, não deve ter mais que 1.60, deve pesar uns 50 quilos ou um pouco mais... seus peitos e bunda não são nenhum espetáculo, mas ainda é melhor do que muitas garotinhas de 19 por aí... O que realmente chama a atenção para ela, é o seu lindo rosto, que olhos azuis lindos que ela tem!! Sabem, ela é um exemplo do que se chama de polaca no sul, loirinha, branquinha e olhos azuis... Um tesão!! Dá pra entender o por que do meu tio ter se casado com ela...

A histária que vou lhes contar aconteceu de um jeito que eu não sei explicar muito bem... Naquela época a Anete, nome dela, e o meu tio estavam tendo uma crise no casamento, ela vivia reclamando que ele não olhava mais pra ela, que ele não sabia dar valor pra uma mulher... essas coisas sabem... Mas chegou o dia do aniversário dela, eles fizeram uma festa pequena, mas bonita, os únicos convidados presentes por lá eram meus pais, 2 tios, meus 2 priminhos pequenos e eu.

Durante a festa meu tio bebeu de mais e começou uma briga sem se importar com quem estava por lá, foi horrível ver ele gritando com aquele anjinho, ela chorava baixinho enquanto ele xingava e berrava com a pobre coitada. Resultado da bebedeira dele: ele pegou as chaves do carro e saiu voando em direção a cidade vizinha, enquanto meus pais iam tentar alcançar ele pra evitar alguma tragédia, não sem antes me deixar com a obrigação de cuidar da “titia” até eles voltarem.

Meus tios ficaram lá por uma meia hora e resolveram ir embora por causa do clima pesado que existia ali... Graças a Deus!! Com eles ali eu não podia tentar nada com aquela deusa!! Eu sempre sonhei em comer aquela mulher desde que conheci ela, e essa finalmente era a minha chance!!

Assim que tive certeza que estávamos sozinhos, fechei as portas pra rua e fui pra sala, onde ela estava. A coitada estava deitada no sofá soluçando de tanto chorar. Mas não era isso que chamava a minha atenção, era a calça suplex que ela usava, cara, ela era muito apertada!! Eu olhava pro meio das pernas dela tendo certeza que logo, logo eu ia estar com o conteúdo dela.

Eu abracei a Anete e depois me sentei no sofá fazendo com que ela sentasse no meu colo, eu queria que ela sentisse o volume das minhas calças. Não sei ela estava tão triste com a situação que não percebeu, ou se preferiu se fazer de desentendida na hora, mas ela não teve reação nenhuma. Na época isso me excitou demais.

Alguns minutos depois ele disse que ia preparar alguma coisa pra gente comer e foi pra cozinha. Eu não aguentei e comecei a me masturbar ali mesmo, na hora que ela saiu. Eu pensei melhor e resolvi guardar minhas energias, ia comer ela naquele dia!

Eu foi pra cozinha com meu pau pra fora das calças mesmo e agarrei a Anete por trás. Abracei ela com toda a força, forcei meu pau entre as pernas dela pra que ele passe pelas suas coxas e ficasse encarando a bucetinha dela (ainda na calça suplex), e dei o maior beijo da minha vida na boca dela. Ela estava apavorada, mas ela foi se dobrando pelo meu beijo, até que ela mesma usava a língua na minha boca, que beijo que ela tem! Durante o beijo eu a virei, colocando a gostosa de frente pra mim, eu não via a hora de tirar aquela calça e comer o meu prêmio!

Mas ela não é uma vadia qualquer... Ainda bem que eu estava preparado pra isso. Lembro das palavras dela até hoje:

-Não!! Eu sou casada com o seu tio! Eu conheço você desde pequenininho, não vou dar pra você!

Eu estava com as minhas mãos dentro da calcinha dela, tentado alcançar aquela “flor” maravilhosa, mas consegui responder com toda a calma:

-Por que se prende nesse casamento? Até o seu marido já desistiu, se ele te amasse, estaria aqui, não teria saído atrás de sabe se lá Deus o que!! Me dá uma chance de te mostrar o que é um homem de verdade...

Ela estava cedendo, eu tirei toda a minha roupa e joguei pela cozinha mesmo, não me importei em achar um lugar pra deixar elas e pegar rápido caso todos voltassem logo, eu sá queria comer ela de uma vez!

Ela abaixou as calças e a calcinha, que visão divina eu tive!! Ela era toda raspadinha, nunca imaginado desse jeito.

-Tudo bem... Vai ser sá uma vez! E ninguém nunca vai ficar sabendo disso, entendeu?!- Disse ela querendo ficar no controle da situação.

Eu respondi com um beijo que deixou a pobre mulher tonta, eu colocava meu pau o mais práximo da buceta dela que podia, mas não ia penetrar ela de pé, eu era mais alto e nessa posição era impossível.

Eu cortei aquele beijo quando notei que ela tinha perdido a conexão com a realidade, eu agarrei a minha Anete e coloquei-a encima da mesa. Eu fiquei por cima dela e roçar meu pau em sua barriga, onde devia ficar o seu útero. Ela voltou a si naquele momento, eu pude a ouvir ficando surpresa com o tamanho do meu pau, ela disse algo como...

-Uau! Não achei que era desse tamanho...

E eu que não me achava bem dotado, isso me fez ficar ainda mais duro. Eu disse que já estava de saco cheio de sá ficar na porta do paraíso, que ia começar a comer ela naquele momento.

-Não! Espera, eu sá dei pro seu tio! Eu sou quase virgem, vai doer!!

Minha nossa! Ela dizia isso querendo que eu fosse com calma, mas isso me enlouqueceu ainda mais, eu ia ser o 2° a comer aquela buceta?! Que maravilha!

Eu comecei a enfiar minha tora, ela era muito mais apertada do que eu imaginava, era muito excitante comer minha “tia”, mas demorava pra conseguir enfiar cada centímetro. Cada enfiada que eu dava, ela gritava que estava doendo, quando eu cheguei na metade, ela fechou os olhos e me disse pra avisar quando eu colocasse tudo. Assim eu fiz, quando coloquei até o talo, dei um beijo nela e apertei bem forte aquela bunda linda com as 2 mãos.

-Não pense em mexer escutou bem?! Não mexe o seu pau dentro de mim!

Lembro dela me falando isso com uma cara de dor... Era muito bom ouvir isso. Ela estava embaixo de mim, totalmente submissa... A Anete, mulher dos meus sonhos sendo comida por mim e gostando ainda por cima.

Eu desobedeci a ordem dela e comecei a socar, devagar no começo, mas com o tempo foi ficando forte e rápido. A mesa fazia uns barulhos esquisitos e antes de gozar na bucetinha dela eu me levantei segurando ela no meu colo e avisei que ia gozar.

-Não! Eu não tomo remédio! Vou pegar barriga! Para... Não!

Eu nem dei bola, gozei dentro dela tudo o que tinha. Tanto tempo que eu me masturbei pensando nela, aquela tranza de 19 minutos valia a pena o risco de ela engravidar.

-Tá maluco?! Eu deixei me comer, mas não me engravida, eu não quero ter um filho de um pivete de 19 anos!

Ela fala essas coisas, mas estava bem excitada, ainda tava com o corpo colado no meu e eu nem tava segurando ela. Eu me cansei das reclamações dela e resolvi aproveitar o “fogo” da minha idade, eu puxei ela até o quarto em que ela e meu tio dormiam, eu queria comer ela ali.

Arranquei a calça e a calcinha que estavam pelos joelhos dela e a joguei na cama. Comecei a beijar aqueles peitinhos ainda encima da camisa que ela usava, eles estavam bem durinhos, ela bom de mais mamar nela, tinha certeza que ainda ia comer muito essa mulher.

Depois que tirei a camisa e o sutiã dela, me encaixei entre suas pernas e comecei a bombar de leve, tinha acabado de perder a virgendade, mas já sabia bem como comer a minha Anete. Ela já estava bem excitada então era mais fácil comer ela dessa vez. Ela gemia e eu aumentava mais a velocidade, era um momento maravilhoso, não acreditava no que estava prestes a acontecer. Depois de alguns minutos, aquela gostosa estava tendo um orgasmo com o meu pau na sua buceta.

Ela tremia, gemia, gritava que eu era o macho dela... Aqueles momentos me deram tanto tesão que eu ia aguentar a noite toda se pudesse. Eu gozei denovo dentro dela, que buceta gostosa aquela! Ela tentou tirar a minha porra de dentro dela, mas eu tinha gozado demais, ela ia ter que se acostumar a ser a “mamãe” dos meus filinhos.

-Não se estressa, é sá uma gravidez, depois de 9 messes passa... E daí a gente vai ter uma prova do que aconteceu agora.

Eu queria engravidar ela, seria o meu troféu. Acho que ela aceitou a idéia de ser mãe, por que ela começou a reclamar bem menos nas outras vezes que eu comi ela naquela noite. E foram muitas.

Uma das melhores foi no chuveiro, ela queria se limpar pra gente ir pra cama, mas eu não deixei esse banho ser tão simples. Depois que ela ligou o chuveiro, eu entrei no banheiro e comecei a tomar banho junto dela. Ela não gostou no começo, mas se rendeu quando eu dei um beijão na boca dela e enfiei meu pau em sua buceta. Ela rebolou no meu pau pela 1ª vez, ela estava bem soltinha dessa vez, era gostoso comer ela daquele jeito, mas eu queria uma posição nova. Eu agarrei a minha gostosa pelas pernas e a levantei, ela era bem leve, e comecei a bombar daquele jeito, ela estava completamente entregue a mim, com suas pernas abertas, sendo comida pelo meu pau sem a menor escolha do que fazer, sá conseguia gemer dizendo que estava muito fundo e que doía. Acho que levou uns 19 minutos até que eu enchesse tudo com a minha porra.

A gente tranzou mais uma vez antes de dormir agarradinhos na cama dela e do meu tio, mas antes de dormir de verdade, eu queria olhar para aquela jáia que ela tinha no meio das pernas bem de perto. Era incrível, ela disse que estava meio arrombada por mina causa, que estava ardendo, mas que ia passar logo. Ainda tinha esperma ali, eu pude ver meu esperma saindo daquela buceta linda, foi a melhor noite da minha vida até aquele dia. Pena que meus pais tenham voltado com o meu tio na manhã do outro dia, o safado passou a noite num bar perto da saída da cidade...

Foi a melhor noite da minha vida até aquele dia, por que eu virei o macho dela de verdade, sá estamos esperando eu completar 19 anos pra ela se separar e irmos morar juntos, por que eu sempre dou um jeito de ir até a casa dela e comer aquela delicia... Quem sabe outro dia eu não conte mais sobre as nossas aventuras nesses 2 anos...



Aha, antes que esqueça de avisar, essa histária é verídica, tanto que a Anete engravidou de mim mesmo, ela resolveu o assunto transando com o meu tio depois que recebeu o resultado do exame de gravidez, e ele acredita até hoje que a Priscilla seja filha dele...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


ler contos eroticos de casais fudendo dentro de cinemas com outros homensboa f*** mulher leva travesti para comer o maridocontos eróticos com a menininha em tambabacontos eroticos grelo sugadocontos eroticos fui estupradaJá botei ela para transar eu não vai botar o vídeo dela transando gemendo táconto porno paiconto erotico eu estava tao bebada que nao sei quem me comeu me encheu meu utero de leiteconto comendo travesti bundudocontos eroticos de incesto veridicocontos eróticos safadezas entre famíliaCONTOS EROTICOS DE CASADAS ABUSADAS DA CHANTAGEMcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos heroticos gay meu padrinho de vinte anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anosContos lesbica come nerdele me enrabocontos casada da na piaconto eroticos cheguei em casa com o cu cheio de porrae arrombadogosando na boca da sogra verídico comendo agostoza da irpregada iu marido ligandocontos eroticos com fotos:nerd pausudo com a casada seriacontos fiz tesoura na minha irmanzinha pequenininha e foi gostozoconto trocando as filhascasa dos contos virei vadia do meu filho e estou amando ele adcontos eroticos eu ea minha mulher gostamos de rolascomendo a deficiente contos eroticostio comendo a sobrinha em pé na cozinha ela de saia pela greta da calcinhahistorias verdadeiras de maridos que fragaram as esposas dandotransei com meu com meus dois professoresminha mulher para transar logo Ricardo que eu quero verrelatos comendo o cu da crente na marrao tamano do pau na buçetamulher gritando pulando no pau grande pedindo maisarragassa a buceta no 69 e mete a boca a linguadepois de eu ter me mastrupado depois de um tenpo comesei a goza isso e normalcontos eroticos flagrei minha mae fudendo com travestipelado com uma travesti contos eróticoscontos eroticos a bunda gostosa da minha cunhadaencoxadas nos blocos do carnaval contosfui comida feito uma vadia vacabunda e chingada de puta contos eroticoscontos eroticos crossdresseres na escolacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erótico de gay dando o cuzinho pro primo aos dez anosmulher enfia calcinha lentamente pornodoiddocontos putinhasdeixei meu amante come minha intiada a força pá ela não mim entrega incesto contos eróticosContos erótico de infânciacontos por causa do meu picao fude todas amigas da minha mãecomi minha tia contocontos eroticos sou uma coroa vagabunda levei o muleke na minha casa e fiz ele comer meu cu e minha bucetacontos pornos comi sogra mamae tia irma onibus lotadozoofiliacoroas boascasa do conto chantagem para esposasexe conto minha fia mideo o cu por 1.00 reaucontos eróticos sou corno e gostoconto erotico rabuda cintura fina peituda casada visitacontos viado arrombadopunheta com amigo infanciafotos de buceta sendo lambinda e gritandocontos d zoof de ferias na fazenda com meu maridoChupando o peito da priminha gostosa:*Contos eroticos gratis de estagiarias lesbicaasassisti vídeo porno de mulher de chortinho curto depano fino ela dentro de casamulher querendo contos eroticospaucontos eroticos menino arrombadovanessa traindo hoje com leo cunhado do corno spconto mae e filho bebados fazem sexo depois na valta de uma festacontos eroticos traindo marido na Sala ao ladocontos gay com a mulher em casaconto sentado no colo e jogandoConto morena 37 anos