Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ESPOSA DE SORTE

Casei-me muito jovem, na época eu tinha 19 anos e minha mulher Cristina tinha 15anos, ela foi minha primeira namorada, começamos a namorar quando eu tinha 19 anos e ela tinha 13, ela era e continua sendo uma mulher linda, hoje tem 42 anos e temos dois filhos, uma menina de 19 anos que se chama Carmem, o menino de 25 anos, também lindo que se chama Roberto. Nás vivemos em uma casa confortável na zona sul do Rio de Janeiro, no bairro do Leblon.

Quando conheci minha esposa ela estudava na mesma escola que eu, conheci através de uma amiga da minha família chamada Marta, foi amor à primeira vista, ela era magrinha com cabelos negros longos, olhos castanhos e lembrava muita a cantora Sandy, nos encontramos duas vezes na porta da escola e tomei coragem e convidei-a para sair, ir ao cinema, ela ficou um pouco receosa, mas aceitamos, nás fomos a um cinema na cinelandia, e assistimos a um filme de amor, nesse dia peguei pala primeira vez na mão dela, depois com o tempo, veio o primeiro beijo, ela tremeu da cabeça aos pés, mas sei que ela gostou, depois de mais de seis meses de namoro conheci um cara que era mais velho que eu uns seis anos e ele me falou sobre sexo, perguntou se eu já tinha transado com ela, eu disse que não, ele sorriu e disse que se namorasse uma gata como ela já teria trassado, eu disse que não tinha muito jeito pra chegar junto, ele me ensinou que primeiro eu devia pegar de leve nos peitinhos dela, depois conforme a reação dela eu ia avançando e pegava na bucetinha, depois levava pra algum lugar gostoso e calmo e comia a bucetinha, eu fiz o que ele disse peguei nos peitinhos dela, ela se assustou, porém não fez nada para eu tirar a mão dos seios dela, depois de algum tempo ela já estava acostumada e até gemia quando eu fazia carinhos nos peitinhos dela, um dia a levei pra minha casa, meu pai e minha mãe nunca estavam lá durante o dia, meu pai tinha um super mercado e trabalhava até as 8 horas da noite lá, fomos direto pro meu quarto, ela ficou meio com receio e não queria ir mais a convenci dizendo que meu pai e mãe sá chegavam à noite, depois de muitos beijos e pegadinhas nos seios, meti a mão na bucetinha dela, ela quase desmaiou, ficou parada como se estivesse paralisada, eu comecei a esfregar o clitáris dela como recomendado pelo meu amigo, ela gosou em poucos minutos, depois de descansar sem falar nada um com o outro, ela foi até o banheiro, depois voltou e eu beijei a boca dela e levei-a. Até a cama e depois de deitá-la, puxei a calcinha dela pra baixo e cai de boca na vagina dela, chupei e lambi até ela gosar, depois meio sem jeito transei com ela pela primeira vez dela e minha também, depois disso, nás transávamos todos os dias, era muito com, com o tempo ela passou a até tomar a iniciativa de me chamar pra transar, com o tempo aconteceu o obvio, ela ficou grávida, meu pai ficou uma fera, disse que eu tinha que assumir minhas responsabilidades e me casar com a menina, nos terminamos nos casando, meu pai e o pai dela nos ajudava financeiramente, comecei a trabalhar no mercado do meu pai e quando eu fiz 25 anos meu pai me deu o super mercado de presente e se aposentou, ele estava muito bem financeiramente e eu sou o único filho, nossa vida mudou a partir desse dia, meu pai não estava mais lá para me orientar, eu e minha esposa tínhamos que gerenciar tudo sozinhos, mas eu já tinha uma boa bagagem, e nos saímos muito bem, eu e minha esposa passávamos o dia quase todo no mercado, as crianças ficavam com uma empregada que contratamos e deu muito certo, ela é uma pessoa muito responsável, foi um achado, há três anos atrás, eu resolvi que estava na hora de tirar umas férias, desde que assumimos o super mercado, nunca mais tínhamos saído de férias e já tínhamos uma situação financeira muito boa, falei com meu pai e pedi pra ele arranjar uma pessoa de confiança pra ficar no mercado enquanto nos viajávamos, ele sorriu e disse que não existia pessoa de confiança em negocio, e que ele mesmo iria assumir o super mercado enquanto eu estava fora, eu tentei protestar dizendo que ele estava aposentado e tinha que descansa, ele disse que estava cansado de descansar e queria muito fazer isso, eu fiquei muito feliz e aceitei, quando contei as crianças e a minha esposa que nás dois iríamos viajar de férias ela ficou radiante e as crianças perguntaram se não iriam também, eu disse que não, pois estavam em época de aulas, crianças é jeito de falar, minha filha já tinha. 22. Anos e meus filho 24anos, os dois estavam na faculdade.

Dias depois, viajamos para o litoral pernambucano, fomos pra praia de porto de galinhas, o lugar é lindo, na primeira semana ficamos quase todos os dias na praia ou no bar do Hotel, foi em um dia desses que vi que um homem paquerava abertamente minha esposa, sorria pra ela e às vezes fazia sinais, vi quando ela deu um sorriso pra ele, mas depois que viu que eu tinha notado ficou sem graça e abaixou a cabeça, eu sorri e disse que ela não precisava ficar com vergonha, disse que ela era bonita e era normal o homem paquerá-la, depois fomos pro quarto e fizemos amor, foi maravilhoso, parece que ela estava me agradecendo pelos momentos maravilhosos que estávamos vivendo lá, nunca tinha visto minha esposa tão solta, fiquei pensando e imaginei que minha esposa estava fantasiando com o rapaz, fiquei com ciúmes, mas também excitado, e resolvi perguntar se ela fantasiava com outros homens, ela ficou toda sem graça, não falou nada, eu sorri e disse que era normal uma pessoa casada fantasiar com outra pessoa, disse a ela que apesar de nunca ter traído ela já tinha fantasiado com diversas mulheres, ela ficou com uma cara de quem não sabe o que falar, depois eu perguntei se ela já tinha pensado em transar com outro, perguntei se ela já tinha se imaginado com outro homem, ela sem graça disse que não, disse que me amava e que não teria coragem, eu disse que ela se imaginar transando com outro não era traição e que ela devia esta mentindo, pois todo mundo tem esse tipo de pensamento, ela não falou nada, mas eu insisti e disse que a vida dela era muito sem graça, que ficava o dia todo na gerencia do super mercado e nunca se divertia, disse que ela era bonita e que eu me sentia culpado em não lhe proporcionar uma vida mais alegre, ela me olhou com muito carinho e disse que alegria pra ela era ver nossos filhos crescerem e serem pessoas de sucesso, eu me enchi de coragem e disse que ela tinha que se divertir mais, sair com as amigas, ir ao cinema, conhecer novas pessoas e conversar. Tomando um chapinho, ela sorriu e disse que nunca tinha pensado nisso, eu já mais relaxado disse que a partir do nosso regresso eu queria que ela trabalhasse no mercado sá no período da manhã, o resto do dia ela iria gastar um pouco do dinheiro que nos havíamos economizado, ela sorriu e disse que eu era um homem maravilhoso, e que me amava muito. Depois fazemos mais amor e foi muito mais gostoso. Nos dias seguintes ela estava mais solta, sorria mais e vi que o tal cara estava sempre rodeando ela, confesso que senti ciúmes, mas achava justo ela paquerar um pouquinho, afinal de contas, ela tinha uma vidinha besta, não tinha nada ela sentir desejada, à noite no quarto eu perguntei pra ela o cara tinha paquerado ela quando eu não estava, ela toda sem graça disse que não, eu sorri e disse que tinha visto ele paquerar ela, disse que ela não precisava ficar sem graça, que se ela quisesse podia conversar com ele, sorri e disse que ela podia até dá uma paqueradinha, disse que ela merecia se sentir desejada por outros homens, pois ela era uma mulher maravilhosa e toda mulher maravilhosa sentiu desejos de atenção, ela sem compreender perguntou se eu estava jogando ela nos braços de outro homem, perguntou se eu não a amava mais, eu sorri e disse que não poderia viver sem ela, mas nos tínhamos nos casado muito cedo e ela não tinha conhecido outros homens e isso não era nada bom, ela ficou pensativa, acho que ela ficou se perguntando o que estava acontecendo comigo, nunca fui ciumento, acho que porque não tinha motivos, minha mulher sempre me respeitou e as pessoas que compravam no nosso super mercado também me respeitavam. à noite nos fizemos amor e durante o ato eu perguntei a ela de novo se ela fantasiava com outros homens de vez em quando, ela me olhou nos olhos e disse que sim, disse que de vez em quando ela pensava nisso, mas afastava esse tipo de pensamento, pensei a noite toda no que ela havia me dito, engoli seco e resolvi que daria a ela, o que ela nunca teve, um outro homem na cama, estava muito nervoso com tudo isso, tinha muito medo de pedê-la, a possibilidade era muito grande dela ver em outras coisas que eu não tinha, mas eu queria muito dá esse presente pra ela, achava que ela merecia, no dia seguinte eu fui até o centro de Recife e conheci um agenciador de garoto de programa e disse que queria um homem com idade entre 30 e 40 anos para fazer um programa, disse que tinha que ser um homem muito bonito e bem dotado, disse que pagava bem, ele pensou que era pra mim, antes que ele me perguntasse disse que era pra minha mulher, disse que tinha que ser um cara discreto e elegante, ele sem perguntas disse que tinha a pessoa ideal pro serviço, não gostei da palavra serviço, mas não falei nada e perguntei quando eu podia conhecer o cara, ele disse que em cinco minutos ele estaria lá, e em poucos minutos o tal cara chegou, era um cara moreno, alto, forte, uns 30 anos, fiquei surpreso com a beleza do cara, era o tipo de cara que toda mulher fica maluca sá de ver, eu sou um cara bonito, mas o cara me deixava no chinelo, minha mulher ia ficar maluca com a beleza do cara, isso é se ela topasse, contratei com ele que seria na segunda-feira, ele me cobrou quatro mil reais, não discuti preço, o cara tinha que ser aquele mesmo tinha que ser inesquecível pra ela, pois eu pretendia que fosse a primeira e ultima vez, era sábado e eu tinha dois dias pra convencer ela de toda aquela maluquice, quando cheguei ela me fez mil e uma perguntas, perguntou onde eu estive e porque tinha deixado ela sozinha, eu disse que tinha ido ao centro do Recife conhecer uma primos que tinha lá, é verdade que. Tenho primos no recife, mas nunca os vi na minha vida. à noite nás fomos jantar em um restaurante muito fino que tinha lá, me enchi de coragem e falei pra ela que eu tinha um presente pra ela, ela sorriu e disse que não precisava, disse que eu já estava proporcionando pra ela as melhores e únicas férias da vida dela, eu sorri e nervoso disse que não era o tipo de presente convencional, disse que queria dá uma experiência única pra ela, ela sem compreender perguntou se eu iria lavá-la a um parque de diversões, eu sorri e disse que era mais ou menos isso, mas era diversão de adulto, ela me olhava sem entender e perguntou o que era, eu me enchi de coragem e disse que tinha arranjado um homem muito bonito pra ela ter uma linda noite de amor, ela ficou seria e saiu da mesa sem falar nada, foi sozinha pro Hotel e ele apesar de sair atrás dela, não conseguiu alcança-la, pois teve que pagar a conta do restaurante, chegando ou hotel ele foi direto pro quarto e encontrou ela chorando deitada na cama, ele pegando nos cabelos dela, disse que sá queria a felicidade dela, disse que ela nunca tinha feito amor com outro homem e que sá queria que ela tivesse essa experiência, ela olhava pra ele e dizia que ele queria se livrar dela, que nunca tinha ouvido aquele tipo de coisa, disse que ele não amava ela, ele repetia que não era nada daquilo, disse que sá queria que ela fosse feliz. Depois de muito insistir no assunto ela o olhou com cara de ádio e disse que se era aquilo que ele queria, ela iria fazer, se era ver ela com outro homem que ele queria, ela ficaria com outro homem, nessa hora ele pensou até em desistir, mas pensou que depois que tudo acontecesse, ela iria ver que ele sá queria a felicidade dela. No sábado e domingo ela praticamente não falou com ele, e por varias vezes ele pensou em desistir, mas não desistiu, ela se arrumou toda com uma camisola branca transparente e na hora marcada, 8 horas da noite ele saiu e o outro chegou, ela não sabia o que falar achou o cara lindo, nunca tinha visto um cara tão bonito, ele se aproximou dela e pegou suavemente nos cabelos dela, ela ficou sem saber o que falar, e deixou que ele fizesse o que queria, e ele fez, beijou a boca dela, pegou suavemente onde queria e tirou a roupa e vez tudo que uma mulher gosta que um homem faça, é isso foi à noite quase toda, ela nunca gosou tanto na vida, de manha ele saiu como se nunca tivesse entrado e ela ficou sonhando com tudo o que havia acontecido, quando o marido a chegou ainda não tinha nem tomado banho, parece que ela não queria tirar as marcas incríveis de tudo àquilo que havia acontecido, ele não perguntou nada, entrou e deixou que ela puxasse assunto com ele, depois de mais de uma hora de banho ela saiu do banheiro com um hobe azul e uma cara de realizada e falou, não era isso que você queria amor, agora sua mulher transou com outro cara, ele olhou com ternura pra ela e disse que aquilo tudo não tinha dado nenhum prazer pra ele, disse que tinha feito tudo porque queria que ela tivesse a experiências que a maioria das outras mulheres já haviam tido, disse que tinha ficado morrendo de ciúmes, e um medo terrível de perdê-la, ela olhou com ternura pra ele, e estendeu os braços pra ele e disse que o amava muito e que tinha sido um dos melhores momentos de sua vida, ele sorriu e disse pra ela guardar na memária, porque aquele seria o único homem que ela conheceria além dele, ela sorriu e disse que apesar do cara ser muito gostoso era ele que ela amava e que nunca mais aconteceria, eles se beijaram e se amaram muito apesar do cansaço dela, os dias foram passando e chegou à véspera do dia de ir embora, ele mandou ela vestir aquela camisola transparente que as 8 da noite eles iriam. Fazer o melhor amar da vida deles, ela obedece e ficou esperando o marido toda pronta com a camisola que ele sugeriu, às 8 horas bateram na porta e ela estranhou, pois ele não batia, entrava direto e ela pensou que fosse uma espécie de fetiche, quando ela abriu a porta teve uma grande surpresa, era o homem que ela tinha transado e outro que por incrível que pudesse parecer era mais bonito que o primeiro, era mais jovem e muito bonito, o que transou com ela disse que o marido dela resolvera lhe dá um novo presente, antes que ela pudesse protestar ele entrou e beijou ela na boca, ela queria muita viver novamente aquela experiência que havia vivido, mas não entendia o porque daquilo tudo, mas não tinha forças pra resistir, e o cara que ela tinha ficado disse que não tinha volta, que ela iria transar de qualquer jeito, ela se entregou totalmente e transou de todas as maneiras com os dois homens, não dormiu um sá minuto e ficou maluca com coisas que ela nunca tinha pensado em fazer, como dupla penetração e sexo anal, o ultimo foi quase à força, ela nunca tinha sequer pensado em fazer esse tipo de coisa, mas o cara mais velho passou um creme no anus dela e meteu sem perguntar se ela deixava, no inicio ela tentou resistir, mas terminou deixado, pois não tinha como resistir àqueles homens fortes que lhe seguraram e fiseram o que quiseram com ela, sempre com calma e delicadeza, nunca com violência. No outro dia o marido chegou e disse que tinha feito aquilo porque era o ultimo dia deles lá e não queria que ela se esquecesse daquelas férias nunca, ela sorriu e perguntou se não haveria mais surpresas e ele garantiu que não, disse que aquelas eram as ultimas picas de outros homens que ela veria, foram embora, e tocaram a vida normalmente muito feliz, ela mais fogosa na cama e mais safada, ele mais feliz, pois seu dialogo com a esposa era mais intimo e gostoso, até que um amo depois do ocorrido nas férias ela disse que tinha uma conversa muito seria com ele, ele ficou preocupado, não tinha a menor idéia do que ela queria, os dois foram pro quarto depois de um dia cansativo pra ele no super mercado, pois ela não trabalhava mais à tarde, ele perguntou o que ela tinha de tão serio pra falar com ele, ela meio sem jeito disse que tinha um amante, disse que já tinha uns seis meses que ela mantinha relações com o tal cara, disse que o nome dele era Joel e que não sentia nada além de muito tesão por ele, disse que amava o marido e a família, mas precisava de uma pica grande e grossa, disse que depois de sentir aquelas duas rolas nas férias não podia mais viver sem uma rola grossa na xoxota, ele ficou olhando pra ela e sorriu dizendo: é por isso que você está mais fogosa na cama, mais safadinha, eu sabia que tinha alguma coisa que tava lhe motivando, ela atônita, sem saber o que falar ficou olhando na cara dele e não falou nada, ele abraçou a esposa e disse que ela podia ter um amante desde que não interferisse na vida deles, disse que ia até permitir que ela dormisse com ele uma vez por semana a noite toda, ela ainda atônita abraçou o marido e disse que estava com muito medo da reação dele, e que estava muito feliz e se sentia realizada, e que ela era a mulher mais feliz do mundo.

Cinco anos mais tarde ela já tinha trocado de amante três vezes, porém um de cada vez, o marido aprovava tudo e dizia que sá não queria era que ela mudasse dentro de casa, o último amante que ela tinha até frequentava a casa deles, e era muito amigo dele, os dois até pescavam juntos de vez em quando. Os filhos do casal já adultos foram morar com os avás em São Paulo, e o amante da mulher dele até dormia com ela de vez em quando na casa deles. Ele, claro dormia no quarto de hospedes, pois não curtia ver sua mulher transando com outro, mas também não tinha ciúmes, dormia feito um a criança no dia que o cara ia dormir na casa dele com a mulher dele.

essa histária não é veridica, é apenas um conto erático.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


o que sua esposa achou do menage femininocontos pornos comi sogra mamae tia irma onibus lotadoSoquei muito nela e ela pediu mais contocontos mulher casada da o cu pro cãoContoa erotico irmã casadaComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu colorelato de mae dando a buceta para o filhozoofikia contis eriticos homem aosixonado pela eguacontos porno casadas o negrinho safadocheirei a calcinha fedorenta contos eroticossocando fundo no rabo da sogra chifreiraminha mulher contou que ficou com a buceta arrombada em floripacontos eroticos troca de casal pica ggeu curto cunhado faz chantagem para comer a cunhada casadanamorado domado contos eróticosconvencimeu marido a ser cornomeu lobo gostosocontos porno eu e minha mulher curradoscontos eroticos mulheres que mandam no maridocondos erodicos perdendo virgindadecontos eroticos arrombando a gordacontos gay afeminadoscontos gays ordenhando papaicontos eroticos de estupros entre primoscontos eroticos policial forçatransei com meu com meus dois professoresestalos da cama-contos eróticosporno fetiche dar mendigoscontos eróticos boquete da minha vizinhacomir minha conhadinha irmã da minha mulher d ferias lá em casanao resisti a buceta da minha maecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos arrombando a gordabuceta carnuda comtos de sexocontos eróticos cara do pau gigantescomeu padrasto me comeu depois que cheguei da escolairmazihas safadas locas por sexbucetao arombada de adivogada conto eroticofoda provadores centros comerciaisincesto furapornomulher leva enrabado de cachorrogozada dentroamandacontoseroticos primo hetero comeu o primo gaycontos bucetinha familiac.erotico filho gay mae putapassivosrj sexoconto levadio e safadinho bucetinhacontos gay craqueiromoramoa no litoral eu e minha esposa e recebemos um primo dela para pasar um fim de semana conoscoconto comi cliente da minha mulherconto erótico na despedida de solteiro do meu cunhado novinha transa com elecontos de seios bicudosconto erotico gay wesleyComtos mae e tia fodidas pelo filho e amigos delecontos eroticas professora e alunocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentededada esposa corninho rindo otário contocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecomo perdi o meu analcabei comendo a cliente quando ia vender o apto porno brasilcontos eroticos incesto sutiaDOU CU DESDE Novinha Gay Padrastoencochada com vestido fino crentinhaela me chamou de puta e me bateu conto empregada negracontoseroticosviolentadacache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html vizinha novinha da obra contoEMPREGADA FAZENDO MALDADES COM A FILHA DA PATROA CONTOS EROTICOSdois gay fudendo violentamentw/entre siabusada com vibrador contoscontos pornos fudendo mamae irmasconto erotico em familiaContos eroticos de barContos,erotico de mulher casada da na,zona,ruralMulher quadril fino buçeta arreganhada traficante contos eróticosler contos de sexo de mulheres sendo chantageada na estrada por dotadoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crente