Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUI CURRADA NA FAZENDA.

Olá.

Meu nome é Thamires, tenho 19 anos, sou loira, olhos verdes, 1,68m e 45 kg. E o que vou contar a vocês aconteceu em janeiro nas minhas férias.

Moramos no litoral, onde o ano inteiro meu pai tem negácios e minha mãe trabalha em um orgão federal.

Um dos negácios de meu pai é uma fazenda no interior do Rio Grande do Sul onde tem algumas cabeças de gado de corte.

Tenho um namorado de 19 anos, lindo, gosta de mim, namoramos há dois anos e até acho que pde dar certo, mas o que aconteceu me balançou muito.

Quando meus pais decidiram entrar em férias e passar uns dias na fazenda, eu torci o nariz na hora. Queria ficar em casa e curtir a praia. Mas meus pais não deixaram eu ficar sozinha em casa por 19 dias. Meu namorado trabalha e iria nos fins de semana pra lá.

Acabei indo contra a vontade.

Meu pai recém tinha contrado um capataz de estância e um peão ajudante (ambos com suas famílias e filhos também trabalhariam na fazenda.

O capataz, Chico tinha um filho de 19 anos e o peão Valmir tinha um filho de 19 anos. Mas isso tudo sá fiquei sabendo e conhecendo esses pessoas lá mesmo.

Na chegada, fomos recebidos com festa pelo pessoal. Minha mãe, minha irmã e eu não íamos na fazenda tinha quase um ano.

Depois de alguns minutos, chegam os dois garotos a cavalo.

Fiquei paralisada quando vi àqueles garotos de jeans sujo e rasgado, sem camisa e de chapéu. Seus corpos bem bronzeados e depiladinhos. Nossa!!! A barriga deles era um verdadeiiro tanque. Bem melhor que a gurizada de academia.

Não falei nada. Apenas cumprimentos.

à noite teve um churrasco na campeira e todos participaram e a essas alturas eu já pensava neles...nos dois...vê se pode.

Vesti uma bermuda legging branca bem curtinha e coloque uma blusinha regada. Minha mãe nem me falou nada porque o ambiente era familiar mesmo. Mas minha idéia era provocar eles.

Não deu outra. Passou um tempo no churrasco e eles se sumiram. Mais uns minutos e o churrasco ficu pronto. Junto com a irmã de um deles, fomos chamá-los para jantar.

Quando chegamos perto de onde eles estavam eu ouvi claramente um comentar com o outro de como eu era gostosa. Mas me fiz de boba.

O churrasco estava animado com músicas e tal. Fomos dançando uns com os outros e conversando. Foi então que os meninos me convidaram para no ooutro dia andar a cavalo e ir até a cachoeira. No outro dia meu pai foi a cidade ccom os peões, minha mãe ficou fofoqueando com as mulheres deles e eu e a irmã de um deles fomos passear pelo campo.

Mesma roupa, sá que com biquine por baixo, chegamos ao rio e fui logo apresentando o corpinho com tudo em cima que tenho.

Os olhares deles vinham direto em minha bunda e peitos. Mas eu estava pra provocar mesmo. Excitada com aquilo tudo, mas transar seria demais.

Deu 5 horas e a Lucia, irmã do Rodrigo foi pra casa ajudar a mãe com algumas tarefas. Os dois disseram que lá pelas 6 iriam e eu fiquei na cachoeira.

Eu nào queria nada com eles, mesmo porque nem tinha como escolher um deles. Foi quando começamos com brincadeiras na água de empurrar o outro. Rodrigo me pegou no colo e me jogou na água e Mateus veio e me agarrou por trás pra me levantar e neste exato momento senti bem certinho no meio da minha bunda o seu pau duro. Sá que eles ficavam mais dentro da água e não dava pra perceber direito. Gostei da brincadeira e fui pegar eles também. Mateus (17 anos) se afastou um pouco e Rodrigo me disse que o mateus estava afim de mim. eu dei uma risada e disse que estava era afim dele e não do Mateus. Daí Rodrigo me disse que também estava afim de mim, mas não queria por causa do Mateus que tinha dito antes. Eu sei que foi bem rápido e nem sei o que se passou na minha cabeça, o fato é que chamei o Mateus e o beijei, depois beijei o Rodrigo. sei lá, pensei que ía ficar sá nisso. Mas não. As brincadeiras nào eram mais de se empurrar, eram de se agarrar. Os dois me agarravam; eu beijava um, depois o outro. um me agarrava por trás e me beijava as costas, a orelha e o pescoç e o outro me agarrava pela frente me beijando e passando as mãos em mim. Estava maravilhoso tudo aquilo. Era demais.

Mateus por trás começou a passar a mão na minha bunda por dentro do biquine e Rodrigo na minha xaninha. fui deixando e gostando até que nos abaixamos para dar a água pelo peito. Sem perder tempo, apenas senti o pau do Mateus entre as minhas pernas, já com o biquine arredado e ele meteu. Entrou a seco e rasgando aquele pau. E segui beijando o Rodrigo. Estava ajoelhada dentro da água e levando pau por trás e pela frente um homem me tratando com todo o carinho.

Me chupou os peitos bem gostoso. Daí o Mateus tirou o pau, Rodrigo sentou e eu fui de frente no seu colo. Não tinha visto ainda o tamanho do mastro dele. Minha xana já estava pronta porque o mateus já havia metido, mas quando sentei no pau do Rodrigo, aquela cabeçona emperrou custando a entrar. Eu gemia e ela ía entrando. mateus tapava minha boca por trás até que ele levantou e me deu seu pau pra chupar. foi demais. Mechendo numa pica enorme e chupando ooutra. Mechi e mechi. e gozei muito naquele pau.

Bem louca e cheia de tesão, deixei Mateus bater uma punheta e gozar na minha cara. Gozei novamente e Rodrigo começou a gemer. e gostando da idéia do Mateus, me tirou do colo, levantou, deu umas 3 punhetadas na minha cara e jorrou aquele leite quente em meu rosto, pegando na minha boca. mas não senti nojo. nos refizemos e fomos pra casa conversando. Os dois me disseram que faziam isso sempre com a irmã de Rodrigo. Numa boa me disseram isso. os dois comem ela quase todos os dias e ela fazia de tudo, até dupla penetração. Eu dava o cuzinho pro meu namorado, mas era de vez enquando e bem devagar.

Marcamos outro passeio no dia seguinte.

Chegamos em casa, fui pro banho e à noite fui falar com a Lucia. Nem precisou eu dizer que sabia, ela mesma já sabia e também me contou deles. Rodrigo disse pra ela ir junto no dia seguinte pra gente brincar.

O dia chegou e lá estávamos nás. na maior loucura. Depois de ter chupado dois paus, dar para os dois e ver a Lucia dar o cuzinho pro Mateus e o irmão dela, chegou a tão esperada dupla penetração. E Rodrigo não perdoou o cuzinho de sua irmã. Fizeram ela gemer de dor e tesão.

Depois foi a minha vez de ser currada. O pau do Rodrigo tinha uns 21cm e era bem grosso. o do Mateus, uns 19 cm, mas grosso também.

Escolhi o Rodrigo para comer meu cuzinho primeiro pois já estava me apaixonando.

me colocou de quatro e lambeu meu cu. Meteu um dedo, depois 2 e 3....se ajeitou e me enrabou sem dá.

Mateus não se aguentou e enrabou a Lucia do meu lado também de quatro.

Me sentia em um filme pornô. Nunca imaginei aquilo tudo e estava fazendo.

Levei pau no cuzinho gritando de dor e urrando, mas aguentei até as bolas batendo na minha xana.

Mateus saiu da Lucia e entrou em baixo de mim. Deu uma ajeitada e seu pau entrou em minha xana apertada do pau do Rodrigo no meu cuzinho.

gozei duas vezes e eles estavam urrando. Mateus saiu de baixo e meteu sua porra na minha boca. Lambi e engoli tudo.

Rodrigo meteu tudo até as bolas e deu um urro. Gozou dentro do meu cu e eu senti 2 jatos fortes de leite quente lá dentro.

Tirou o pau sujo de lá e me ofereceu ele pra chupar. Com nojo eu não quis e ele deu pra irmã dele chupar todo.

Ela chupava. os doios já eram amantes naquela fazenda.

A orgia entre nás quatro durou todos aqueles dias. Foram 6 encontros. Meu namorado veio no sábado e foi num domingo e eu nem dei pra ele.

Thamy

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos e vidios de patroes sendo fodidos por empregadas tranxessualfui cagar gostoso mulher contos eroticosconto erótico meu padrinho me estuprouempregada deu a bucetinha ao patrao sobre chantagemcache:Z27QSQh68NwJ:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto_3473_meu-vizinho-fofo.html contos minha irma sem calçinhacontos mulher baixinha e arrombadacontos fui brincar amoite de esconde esconde e dei o cu pra todos mulequeschupando igual pirulito - contos eroticosdoeu meu cu entreu a maonegão comendo uma mulher tão Branca tão Branca dobrada fazendo sexoporno minha vizinha safada mim chama para segurar a escada para elaconto erotico lésbicas roçando.a buceta na caraconto erotico meu chefe me comeu meu marido consentiucontos eroticos dei pra varioscontos tirar leite eróticoscontos veridicos de japa com negao de pau gigantecontos eróticos negão sou o cu da minha mulhercontos eroticos eu e minha filha pecando carona com meu sogroconto erotico sobrinho fudeu minha esposaamiga foi tomsr um cafezinho na cozinha peguei pir tras e comi o rabo dela gratusafilhada carente contoler relatos de garotas que gosta de "loirinhas greludascontos eroticos dominou toda a minha familiaContos eróticos tetas gigantesconto erótico esposa de férias e tal marido sem querercontos erótico de pessoas que vão pela primeira vez em praia de nudismominha esposa deixa a buceta cabeluda e da pra o meu melhor amigo em relatosacabei com o cu da minha subrinha contos eroticos pornocontos erotico bucetas estupradas desta semanacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos escravizou minha namoradacache:5VPX7vrg4AEJ:okinawa-ufa.ru/conto_1951_colocando-so-a-cabecinha.html Contoseroticosjogadoracontos traidoracontos paguei mais comi a putacontos eroticos/virgens estuprada pelo padrinhoconto erótico de crente novinha que adora dar a b*****sogro contos eróticoscontos filha se fode pra aguentar a geba do pai no cucontos dp.na mendigaprimos e primas transando enquanto os pais saíram totalmente Pelotasconto erotico minha irma me fez de privada humanacontos de relatos de nora que transou com sogrocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos de mulheres ninfomaniaca por sexozoofilia co caxorros das rolas mas grosas muduContos eróticos estreiando á xaninhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteMeu nome é dado (apelidio),tenho 35 anos e minha esposa mara tem 32 anos.Somos simpaticos ,com caracteristicas bem Brasileira .Contos eroticos guspe na bocaporno fetiche dar mendigosminha mulher quer dar o cu p outro na minha frentedesculpa mae pau durocomir minha conhadinha irmã da minha mulher d ferias lá em casaconto humilhadacontos gay eu minha esposa e meu sogrobaixa vidio mulher esfrega buceta na boca homem e solta porra na barriga deleconto eroticos meu filho mecomeu dormindoMulherbrasileira ensinando a filha, meter contoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesogro engoxada no honibus condos erotigosfilme pornô com gordinhas empadãocasa dos contos eróticos camila a namorada gostosa do cunhadogozei com a linguadela no cuconto chupador de peitosconto erotico casada trai com cunhado omulheres que esquesero de vesti a causinha mostrano abusetacontos eroticos comi minha sogra de calcinha fio dentalContos eroticos campingcontos eroticos com fotos de mulheres casadas que foi violentada por bem dotadosonto de encesto fui pega minha filinha no pre