Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA DOCE CUNHADINHA

Minha doce cunhadinha,



O conto a seguir se deu num dia de verão em Janeiro de 2009, mas antes vamos voltar ao passado um pouco distante.



Aos meus 19 anos eu fiquei durante umas noites uma nissei chamada Nika, era era um espetaculo na época, mas eu saquei que era puro interesse (das duas partes, ela queria ir a festa e eu ficar com ela), pois na época tínhamos uma festa de 19 anos para ir, e eu tinha convite e ela não.. ela me deixava doido, eu sempre fui tarado por orientais, tarado mesmo... então.. depois de muito tentar namora-la e dar sempre com os burros n'água, eu acabei desanimando.. não era nada muito fogoso (mas era como carvão no braseiro, afasta o carvão, ele esfria, chega perto do fogo ele vira brasa de novo) e assim fui levando minha adolescência, e juventude, vira e mexe eu tentava.. mas infelizmente não conseguia o que eu queria... então como sempre fui um cara muito a frente de minha época eu sabia muito de informática, montei um sistema de B.B.S. os antigos BuletimBoardSystem, e acabei com isso conhecendo (de novo a irmã da Nika, a Layla, minha esposa).



Até ai tudo bem, casamos e tivemos filhos, a Nika tb casou, teve filhas..



Certo dia minha esposa viajou e eu fiquei em casa, pois trabalhava. Nesse dia eu tinha saído naquele dia com meu irmão, e tomado umas e outras, nada de muito grave, sá aqueles pilequinhos tradicionais.. como nao tinha porra nenhuma para fazer peguei o celular e comecei a ver quem eu ia pertubar... adivinha quem estava nas ultimas ligações, a Nika, eu prontamente decidi, achei meu alvo... agora vou comecar a tracar a estrategia, e comecei enviando um SMS apenas com um singelo "Oi!" porem nao enviei do meu numero de celuar.. enviei de meu segundo numero (que ninguem tem). Eu sabia que ia mecher com a curiosidade dela, e o tiro foi certeiro.. em poucos minutos recebi um SMS (torpedo) em resposta, estava escrito "Oi, quem é?", ai pronto.. vou so colocar a ideia dos textos para vcs entenderem melhor...



- Sabia que vc eh muito GOSTOSA?

+ Quem ta falando? Eu sou casada sabia?

- Eu nao sou ciumento, te conheco a muiiito tempo

+ Prova que vc me conhece

(nesse momento eu provei, e achei que o papo ia parar por ai, mas a curiosidade dela foi muito maior, e o trem comecou a melhorar, saimos dos torpedos e fomos para uma sala de bate-papo)



Dai comecei a cantar a minha doce cunhadinha (sem ela saber quem eu era), e foi rendendo, elogiei ela diversas vezes (e ela merece ate hoje mesmo com seus trinta e poucos anos), e o papo foi ficando interessante, e eu gostando cada vez mais da conversa, e ela cada vez mais curiosa. Dai fizemos uma brincadeira muito boa, de pergunta e resposta, e foi esquentando o papo, ela me elogiando, falando que gostava de coisas inteligentes, e que eu tinha o papo super bacana e que nao queria desligar a conversa. Dai falei que eu nao era so inteligente, e perguntei para ela se ela gostava de sexo (a gente bebe e se solta, fala demais, mas calma que vcs vao saber os detalhes), ela obviamente disse que sim, que nao era nenhuma ninfomaniaca mas gostava muito. Dai perguntei para ela se ela tava sozinha (eu ja sabia que estava, so queria ouvir dela) ela disse que sim. Entao falei quão sortudo era o marido dela, e perguntei se poderia ser vulgar (agora comeca a pegar fogo a historia), e ela respondeu que sá um pouquinho (ainda sem saber quem era), entao falei que ela era um espetaculo, que tinha uma bunda linda muito carnuda e que ela era um TESÃO. Dai eu saquei pelo "Hã" que ela tava gostando, em seguida veio uma frase tanto esperada dela... foi um singelo "fala mais" dai eu comecei a falar que tinha muitas fantasias com ela, entao ela me pediu para exemplificar, eu falei com ela que queria era mostrar as fantasias, e nao falar, mas ela insistiu, entao imaginei uma "boa fantasia" rapidamente, que era ela me chamando para concertar algo na casa dela, e chegando la, ela (sozinha e soltinha) depois de concertado a coisa, ela me falava que tinha uma lampada com problema, se eu poderia ver tb, claro que sim, respondi, entao ela subia numa escada para me mostrar que uma lampada nao queria sair do bocal, sá que ela é que subia na escada. Ela estava de minisaia e sem calcinha, chegando la em cima ela olhava para baixo com cara de sacana, so para ter certeza de que eu estava de olho na perseguida dela.. claro que estava, dai ela desceu da escada, e eu nao sai daonde estava (segurando a bendita escada para ela nao cair) ela veio rebolando aquelas montanhas de prazer e eu parado esperando para cair de boca, entao comecei a sugar ela, sem parar, ate ela dar a primeira gozada e eu continuaria chupando sua bucetinha. Como ela estava com as pernas bambas, desfaleceu e eu segurei, ela caiu de quatro e eu nao parei de chupar aquela bocetinha espetacular, sugava com tanta avidez que falei com ela que ia virar ela do avesso!!!

Entao nesse momento eu saquei que ela tava tocando uma bela siririca, e perguntei para ela, o que ela tava fazendo, e logico que ela tava viajando na minha fantasia e que estava com os dedinhos freneticos, eu disse, aposto que vc ta encharcada, ela respondeu que sim (nem sei como pois devia estar por demais, pois nao da para descrever todos os detalhes aqui), dai eu pedi para ela realizar a minha fantasia, ela me perguntou se eu era malucolouco, eu nem titubiei, respondi na hora que era louco por ela a muiiiito tempo, e que ela sabia disso (so para deixar ela mais curiosa ainda). Ela disse vc sabe aonde eu moro? Eh claro que sei, respondi. Entao vem... nisso meu pau quase estourou a calça, ia realizar o meu sonho de mais de 19 anos...



Antes de ir, pedi para que ela colocasse uma venda nos olhos, e pedi para ficar me esperando de porta destrancada (eh claro que ela viu que eu tava chegando pela sacada do apartamento, descobriu na hora que era eu por causa do meu carro mas nao me falou nada) e fez como eu mandei.. ficou no sofá com uma meia calça vendando os olhos.. sá de langerie preta (linda e novinha por sinal, aquelas que deixam os peitos arrebitados e juntinhos, é uma loucura) e avida por um sexo maluco e sem compromisso...

Entao comecei levantando seus pés, lambendo seus dedinhos, subindo devagar pela partes internas das pernas, até chegar as coxas, era dificil fazer isso, pois eu queria aproveitar as duas partes, mas cada uma das coxas estavam apontando para um lado... mas nao tive problemas, continuei deixando ela louca so lambendo, ja sentia o cheirinho de sua bucetinha (que tava encharcada), qdo entao resisti e pulei para o umbigo, e continuei subindo, demorei longamente nos seios (eram tamanho médios) macios como pessego, ora um ora outro, ela estava subindo pelas paredes nesse momento, me xingava, falava para eu parar com isso, que ela nao tava aguentando mais, eu sussurrava para ela ter calma, estava apenas começando.. ela ja estava quente demais, mas o que mais me interessava era curtir cada segundo daquele (afinal estava realizando um sonho, que esperava a muito tempo), entao virei ela de quatro, ficou apoiada no sofá e de joelho no chão, voltei lambendo suavemente (so com a pontinha da lingua) pelas costas, a cada instante alternava as linguadas com alguns beijos, e muitos elogios, para deixar ela ainda mais pirada, entao chegando perto daquela fartura de nadegas, eu apanhei cada uma com uma mão, e comecei a lember e mordiscar seu cuzinho que piscava de tanto prazer, fiquei mais um bom tempo por ali, enquanto isso ela ja ia pela segunda gozada (a primeira ja tinha ido no chat), aumentei o ritmo, e comecei a oferecer minha pica para ela, nesse momento ela quase arrancou meu caralho, entao deitei no chao, e gentilmente forcei ela a virar até conseguir um belo 69, foi muito, mas muito dificil segurar o gozo, mas consegui, hahahaha, mas ela nao (terceira gozada), pois eu chupava tanto aquela bocetinha que realmente pensei que ia virar ela do avesso, nesse momento, minha boca se encheu do seu nectar, ela soltou um "caralho" falando que eu era uma maquina, que ela nunca tinha feito isso antes, nunca tinha gozado 3 vezes assim, era muito gozo dela, nao me impressionei e virei ela no tapete da sala, nisso ela pediu um tempo, pois as pernas dela precisavam parar de tremer, é obvio que nao dei tempo porra nenhuma (eu queria aproveitar cada segundo), preparei a quarta gozada dela com as minhas maos, que nao sao tao boas quanto a minha lingua, e comecei com um dedinho no clitoris, e massageia daqui, dali, vai e volta, e entao fui descendo, mas antes beijando longamente sua boca (nossas linguas quase deram um ná), e continuando os elogios (elas amam ser elogiadas), fiz uma rapida estadia nos peitinhos (lindos demais), e barriga (isso tudo sem tirar a mao da perseguida), ate chegar la, qdo chupava a bendita, e movimentava os dedos de uma das maos freneticamente, entao estendi a outra mao para o cuzinho dela, ela tremia, gemia, parecia que tava tendo um treco cheguei a parar para ver se estava td bem (lágico que estava), e voltei ao trabalho, nesse momento qdo comecei a beija-la na virilha, ela explodiu em sua quarta gozada, o tapete molhou (era muito, nunca tinha visto tanto gozo feminino assim, so em filme, acho que o tesão dela estava na estratosfera) e eu nao parava, fiquei assim ate ela me expulsar da sua grutinha.

Dai tive que dar um tempo para ela, e sem eu falar nada, ela grudou no meu pau novamente, so para se certificar que ele ainda estava em ponto de bala (pois eu ainda nao tinha gozado), nesse momento dei muita paulada com ele na sua cara (ela adorou), falei para ela, era isso que vc queria ver sua danadinha nem pensa em tirar essa venda, ela so balancou a cabeça com um sim, pois falar ela nao conseguia mais (ja estava estava com a boca ocupada), como ela chupava gostoso, dava umas paradinhas com a lingua na glande do meu caralho e fazia uns movimentos muito loucos com a base da lingua, ai nao teve jeito gozei, gozei muiiiito na sua boca, ela nao se fez de rogada, engoliu tudo e veio me beijar, eu disse para ela que ainda não havia terminado o que vinha fazer, ela deve ter aberto um olhao por traz da venda, e perguntou, como assim nao terminou? Eu respondi que meu objetivo nao tinha acabado ainda, ela so tinha dado quatro gozadas, e eu queria que ela chegasse até a sexta, ela pirou...



Ela foi se lavar no banheiro (resolveu tomar um banho) dai eu cheguei perto da porta do banheiro e disse nao tira a venda viu... ela respondeu como uma menininha adolescente apenas com um "tá bom", nesse momento fui pegar um vinho na cave (geladeira de vinhos) do maridão dela.. escolhi um muito bom, afinal ele tinha bom gosto e sabia escolher bons vinhos.. cheguei na porta do banheiro e fui entrando com 2 taças, e ofereci a ela, ela ficou assustada, disse que nao era para eu ter mechido na cave do Ronaldo (marido), que ele tinha muito ciúme dos vinhos (pensei comigo, eu aqui comendo a mulher dele, ele vai se preocupar com o vinho??), falei com ela para relaxar e tomar o vinho. Dai abri a porta do box e peguei a bucha e passei um pouco de sabonete liquido, e disse para ela, vira de costas, vou esfregar suas costas para vc relaxar um pouco que vc ta muito tensa.. comecei suavemente pelo seu pescoço, ela segurava o cabelo (nao queria molhar) dai parei e fiquei admirando aquela cena (linda demais para nao parar tudo e olhar) ela perguntou o que foi, pq parou? Eu disse que tava admirando a beleza (dela e da cena), ela riu, e disse, vc é um safado maravilhoso e encantador, sabe o que quer e como conseguir mais, e eu continuei, descendo pelas suas costas, bumbum, pernas e coxas, dei uma geral mesmo.. ela saiu do banho e foi para o quarto do casal, eu fui seguindo-a, me atraquei por traz dela e a joguei na cama, e a beijei, beijei muito, nesse momento toquei suavemente seus seios apenas com as pontas dos dedos, estavam tao duros quanto meu pau, e perguntei-lhe se ela estava pronta para a quinta? Ela sá balançou a cabeça.



Eu continuei brincando naquela maquina toda, parecia criança com brinquedo novo, corria a mao do bico dos seios ate o umbigo e dava a impressao de que ia continuar (o corpo dela pedia para eu continuar descendo) mas eu subia, fazendo isso deixei ela subindo pelas paredes de novo, ja estava sedenta por sexo de novo (e por vinho novamente), ela esticou o braço e pegou a taça que estava na criado mudo, e me perguntou se eu queria tb, respondi que sim, ela pegou a minha taça tb, sá que diferente dela, eu nao queria beber o vinho na taça, derramei um pouco sobre ela, e comecei a sorve-lo, foi a taça mais longa e mais prazerosa de vinho que já havia tomado em toda minha vida, cada gota que eu derramava sobre ela, nao era desperdiçada, e sim aproveitada, so que nao por um, mas por nás dois.. derramei um pouco mais sobre sua barriguinha (umbigo), a danada recolheu a barriga e deixou escorrer para a bucetinha, nesse momento eu briguei com ela, e disse, assim vc nao vai desperdiçar esse vinho, e cai de boca na sua doce e agora alcoolizada xaninha, nossa como estava bom esse vinho, dai eu derramei de novo e novamente cai de boca nela... uau, como eu aproveitei aqueles momentos, e ela ainda mais, pois eu ja estava pronto para explodir de novo, so que dessa vez eu me controlei, peguei-lhe os pés os fiz ficarem espalmados (como ela era muito flexivel, ja havia feito balét qdo pequena) coloquei meu pau entre a sola dos pés dela e brinquei um pouco, nossa como foi bom, mas rapidamente ela se devencilhou daquela posição, que apesar de gostosa, nao era o que ela queria, e me puxou para dentro dela, e me disse me come logo que to quase gozando de tanto tesão, eu prontamente obedeci... e comecei um vai e vem bem gostoso, devagar e compassado mas acelerando aos poucos, ela ja estava quase la, mas eu consegui provocar ela mais um pouco, dei umas paradinhas (igual aqueles jogadores de futebol qdo vao bater penalti), tirei o pau de dentro da bucetinha dela e fiquei so esfregando a cabeça nos grandes lábios, etc, pronto, feito isso comecei a bombar com muita força, ela gritava como louca (achei que ia acordar os vizinhos), nao para, nao para, nao para, isso soou como uma ordem para mim, de repente sinto um calor no pau, e um liquido escorrendo por ele (nao era meu), ela tinha gozado, e estava tremendo, ai eu nao aguentei, tirei o pau da sua grutinha e coloquei sobre a sua púbis e gozei como louco, tb nao aguentei e cai desfalecido do lado dela! Nesse momento acabamos cochilando um pouco... cerca de 1hora, ja era muito tarde da noite... eu ainda acordei la pelas 3h da madrugada, e de novo vi uma cena digna de um quadro, ela deitada nua em pelo, de bruços, com a perna levemente cruzada, e aquelas montanhas macias como neve voltadas para minha direção, sentei do lado da cama, e fiquei pensando em td que tinha feito com ela, se tinha válido a pena (obvio que tinha) e por qto tempo eu tinha esperado, como eu tava achando que essa noitada nao ia se repetir, eu voltei para cama, abracei-a pelas costas (ficamos de conchinha) e invariavelmente comecei a beija-lhe a nuca, e em seguida a orelha, ela estava dormindo (ou fingindo) mas tava igualzinha um gato, qdo a gente faz carinho, vai sá se arqueando e empinando, no caso dela ela empinava a bundinha, lembrei que no banheiro tinha visto um gel lubrificante (intimo), e fui pegar rapidinho, chegando de volta na cama, ela ainda estava na mesma posiçao (pensei, droga cade minha maquina fotografica para registrar esse momento para a eternidade, a cena era muito bonita), e deitei novamente ao seu lado (acho que ela tava fingindo que estava dormindo mesmo, pq senti que ela tava preocupada com o que eu tinha ido fazer), mas td bem, peguei o creme, e espalhei na ponta de um dos dedos, e comecei a brincar no seu anus, nossa, como era apertadinho, no inicio ela fez uma certa resistência, mas depois se entregou ao prazer, coloquei a ponta do dedo dentro de seu cuzinho, bem devagar, massageando e preparando a criança para p que estava por vir, e da ponta do dedo para ele todo foram alguns minutos, depois de relativamente relaxado (ela nao estava mais dormindo, definitivamente, sá estava fingindo) ela começou um rebolado bem devagar, como se estivesse se acomodando, então comecei ainda com o dedo, um leve entra e sai, entra e sai, entra e sai, ate o segundo dedo começar a força-lhe a entrada tb, nem precisou fazer esforço dessa vez foi muito fácil, e foi indo, entra e sai, ela ja estava ofegante, qdo desci um pouco para me acomodar melhor, e começar a comer aquela mara de cuzinho, não queria que ele ficasse muito relaxado, queria que ele guardasse alguma resistencia para o meu pau, que ja estava como uma rocha, queria sentir a pressao do seu anelzinho, e tirei o dedo, fiquei de joelho ao seu lado, passei bastante KY nele, e comecei a forçar, uau, como era gostoso, apertadinho, quente, e comecei a empurar ele até o fim, assim que ele entrou todo, deixei assim mais uns minutinhos (parado) para nao machuca-la, e entao comecei a bombar levemente, ela ja estava com a sua mao tocando uma siririca para aumentar o tesão, enquanto eu bombava por traz... e nisso foi, até eu sentir que ela estava gozando pela sexta vez, eu novamente nao resisti, so que dessa vez nao tirei o pau, deixei para gozar bem no fundo, era perfeito, e olha, acho que gozei ainda mais do que das outras vezes, pois senti que tava saindo pelos lados, eu dei um ahhhhhhhhhhhhhh tao grande nessa hora que ela até assustou, e a danadinha (que tava fingindo dormir) me perguntou o que eu tava fazendo, eu nem bestei e respondi na hora que estava realizando um sonho da minha vida.. que ela era espetacular, linda, maravilhosa, doce, amavel e sem sombra de dúvida, DELICIOSA!!



O dia ja estava quase amanhecendo, eu lhe beijei mais uma vez (longamente) e me despedi, dei um tchau, e ela respondeu, com uma cara de safada maliciosa, tchau cunhadinho preferido... eu me assustei, ri um pouco e fui embora, feliz da vida, louco, sem rumo quase erro o caminho da minha casa... A noite tinha sido de realizações e muito, mas MUITO proveitosa.



Gostou??



Me escreve entao... [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos gay sou submisso ao meu irmão mais velhocontos erotico rabuda e o filho Praia nudismocontos de sexo bebada depiladaconto lekeconto erotico amigo pauzudo do marido comeu eu e minha filhaviajei a noite com minha cunhada dei remedio pra ela dormir e comi ela contoscomeram meu cuzinho conto gaycontos de mulheres ninfomaniaca por sexoComtos casadas fodidas pelo sobrinho e amigos delecontos esposa fodendocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos cu e bucetacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos quando era novinhacontos eróticos mãe e filho de araraquracutuquei a buceta da mamae contosContos eroticos comendo a policialconto erótico cabecinha do grelocontos bucetinha familiafofinha putaria goiania contosvideo porno irma de veztido curto bege na frente padrasto na salaminha esposa adora segurar o pau do meu sobrinhoConto erotico zoofilia o menino e a porcacontos erótico perdi a virgindade da b***** e do ku com meu patrãoesposa e amante volarao a filha drama pornocagando na cara contocontos eroticos estrupando idoso no asiloconto lesbica humilhadaBianca trabalho conto eroticocontos muito grosso e grande sofriContos gays amante do tio velho desde de pequeno adoro vpu casar com eleMULHER COMENDO O HOMEN COM MAO TODAomhonme infinando a rola na bumda da molemeu cu ficou rasgado e sangrando contosmeu pai comeu minha bucetinhaconto eroticoArromba essa puta soca essa rola na minha buceta me fode contosContos eróticos gay comi o cu guri pequenoWww.xoxotinhanovinha.comcontos eroticos incesto com avôconto erótico eu tentei resistircache:r63pyaBUP2YJ:https://mozhaiskiy-mos.ru/m/conto-categoria-mais-lidos_4_13_incesto.html cunhado encochando contosvendi a buceta/contoconto pukeconto de esposa vendo seu marido na rola de outrocontos casada traindo maridoo corpo da colegial tem que ser magro fetichepassando bronzeador na mamae contominha esposa ficou toda melada quando pegou outra pica pela vez contos eróticosokinawa-ufa.ru chantageadasite onde posso encontrar contos eróticos com retrato contosperdendo a virgindade bem novinhabucetas vazando porra e ela passando a mãogay na dp de pica gg contosconto erotico mulher deu buceta para mendigocontos eroticos a minha primeira fodamarido corno/contoscunhado insistiu ate da uma rapidinha com a cunhadacontos eroticos trai meu marido com ele do ladocontos gay brincadeira de luta comi meu irmãozinhomagrinha com tatoo na bundaDeiteia na camaver uma mulhervelha arreganhando a priquita com os dedoscontos erotico tia estrupa o amigo do sobrinhocontos eroticos arrombando a gordaContos eroticos soquei no rabo da minha mulher rabudaminha amiga sapa e eu chupando contoviajei e transei no onibus marido corno assumidocontoseróticosdei de mamarcontos de mulheres viuvas sendo pelo penis grande