Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AULA PARTICULAR

Oi, meu nome é Tati e tenho uma histária que aconteceu comigo, eu sou professora em um curso de Informática onde tem vários tipos de alunos, um certo dia entrou uma senhora com aproximadamente uns 40 anos, mas toda enxuta, loira, 1,70, corpo malhado, eu perdi logo o fôlego quando ela entrou e disse que estava precisando de ajuda.

Então perguntei em que poderia ajudá-la, ela disse que havia acabado de comprar um computador e queria muito aprender sendo que não tinha tempo de frequentar um curso e se havia alguém disponível para dar aulas particulares, eu logo me candidatei para o excelente cargo, marcamos no dia seguinte ela me deu o endereço ficaria no centro da cidade. Então quando cheguei era um escritário de advocacia onde tinha várias salas de advogados, perguntei por Beatriz, e logo em seguida veio ela toda social, com uma saia na altura do joelho um blazer, ela mandou que eu entrasse até o seu escritário e não conseguia parar de olhar no seu decote. Acho que ela percebeu e tentei disfarçar um pouco. Então começamos a aula e ela sentou bem ao meu lado com um perfume tentador, que estava me tirando o fôlego e a concentração.

Ela começou a se empolgar com a aula e começou a me elogiar, disse que tinha uma filha com mais ou menos a minha idade, mas que eu parecia ser bem mais responsável que ela. Perguntou se eu era casada, eu disse que estava totalmente solteira, mas que homem não era meu forte, que eu gostava era de mulher. Ela deu um sorriso malicioso e disse: _Que interessante!

Ela disse que estava sentindo calor, mesmo com o ar ligado, não apagava o fogo daquela mulher. Daí ela tirou o blazer, e ficou com uma camiseta branca, eu quase morri!

Bom terminamos a aula ela se despediu de mim, me deu um abraço parecia que já nos conhecíamos há anos. Então eu fui embora com aquela mulher na cabeça.

Na sexta feira tinha outra aula e eu mal podia esperar, mas com muito custo chegou, logo que cheguei no escritário ela veio me receber toda contente, e empolgada, entramos na sala e achei estranho quando ela trancou a porta coisa que ela não tinha feito na vez anterior, então ela disse que ia tirar a blusa para ficar mais a vontade e ficou sá com um top bem pequeno eu cheguei a ficar vermelha, pois dei uma olhada nos seios dela e praticamente comi com os olhos ela percebeu e ficou meio acanhada também, mas não vestiu a blusa novamente, então ela se sentou do meu lado, com um perfume delicioso, de matar qualquer pessoa. Então ela me contou que era viúva, tinha 2 filhas e tinha muito tempo que ela não se relacionava com nenhum homem, então eu fiz uma pergunta meio indiscreta, mas que não podia deixar passar:

_E com mulher?

Ela deu um sorriso e respondeu:

Me faltou oportunidade!

Não aguentei e perguntei:

Você é de deixar as oportunidades passarem ou é daquelas que agarra todas as oportunidades em busca da felicidade.

Então ela respondeu:

Eu agarro!

Eu fiquei sem graça por um momento até que não resisti e coloquei a minha mão nas pernas dela, senti aquele corpo quente então ela olhou para mim e deu um sorriso de quem pode continuar. Então eu fui subindo a minha mão até que toquei o seu sexo e senti que ela estava molhada, levantei e peguei pela cintura e coloquei a sobre a mesa, ajoelhei-me na cadeira e tirei sua calcinha, e cai de boca naquela xaninha raspadinha, chupei tanto e ela remexia suspirava gemia, alto sem medo das pessoas na sala ao lado ouvir, quando vi que ela estava prestes a gozar, e coloquei dois dedinhos naquele buraquinho lindo e comecei uns movimentos de entra e sai que ela estava chegando à loucura, ela pedia mais, mais forte, mais, vi que ela queria algo ainda mais delicioso, continuei com os dois dedos na xaninha e coloquei outro dedo no cuzinho, ai que ela foi às estrelas, ela estava maluca mexia com movimentos bruscos, pedia mais, mais e eu estava doida de tanto tesão, até que ela entrou em um orgasmo profundo e deu um grito tão alto que senti passos perto da porta, eu a beijei para sufocar os gritos, e ela gemia, gemia, e acabou gozando.

Então eu dei um beijo de leve e me afastei, ela ainda estava em transe, e permaneceu ali deitada por alguns minutos, até que ela olhou para a minha cara e disse:

_O que você fez comigo garota? Nunca senti algo tão profundo, nunca tive essa sensação antes na minha vida.

Eu sorri e disse:

_Se quiser mais aula estarei a sua disposição.

De repente batem na porta, ela pede para aguardar um momento dá uma geral na sala, e atende a porta, era o Ricardo um ajudante dela que eu sentia que tinha um pouco de ciúmes de mim com ela pelo modo a qual ela me tratava.

Então, ela abriu a porta ele fez uma pergunta sobre a clinica ele aproveitou para dar uma olhada no ambiente e se retirou. Então já era hora de me retirar, ela disse:

_Não vá ainda!

Mas eu tinha um compromisso marcado.

Então ela disse:

_Posso te fazer apenas uma pergunta?

Sim

Respondi:

_Você costuma transar com todas as suas alunas?

E eu respondi:

_Claro que não, nunca tive uma aluna tão especial como você, é a primeira vez que isso acontece comigo.

Ela sorriu e me deu um beijo de despedida.

Continuo dando aula para Heloise, já vão se completar 1 ano, e todo dia antes da aula tenho que dar uma revisão na mulher, se não ela não me deixa explicar nada, estou curtindo muito esse momento ela é uma mulher linda e cheia de tesão.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fudi as dua sobrinhas de nove e onze anos contoporno tia dando bronca e caiu nas labia delevarios contos eroticos juntos para ler de cunhadas novinhas na orgiacontos eroticosna'cama'com''maedepois de mais de 20 anos casados minha esposa topoucontos eróticos amigave amigoconto esposa caralhudoescondido da mae conto eroticoConto inses bebados transando.mãe e filha dando para travesti em casa Curitibanosmeus aluno roludo contoscontos eroticos esposas na praiacontos eroticos de choronasEm casa somo em número de 4, minha mãe (43), meu pai (47), meu irmão (22) e eu (15). Nós não temos muita grana, pois apenas papai trabalha. Meu irmão está fazendo cursinho para o vestibular (pela terceira vez) e isso aumenta as despesas da casa.Contos eroticos(colei velcro com a vizinha e gostei)zoofilia bruda com mininas  tamanho do pau dele, grande, uma delicia.  roupa suja se lava em casa conto eróticomorena cabelos pretos seios durunhos e aureulas escuras deliciaconto erotico travesti novinha vira faxineira do coroa dominadorcontos de atiivo x passivo fodendoenrabado dormindo acordei gosteiContos fulerasconto erotico arrombei o travesti do baile funkcontos eroticos ousados em lugares publicoscontos eroticos arrombando a gordaconto meu filho meu machoRockeiro contos eróticoscontos eroticos sou casada tenho filhos meu marido otavio meu sobrinho parte 3contos gays lekinhocontos eroticos aventura em resendeconto de quarentona a fuder com desconhecidotravesti gemendo a ponta da pistolacontos eroticos cunhada me ajudou quando me acidenteimulhe chupa caserte do jegueconto o sarado e a gordinhacontos relatos sexuais primeira vez da filhaConto eroticos das coroas 42 lindas e gostosas de 41 anos com teu afilhadoContos eroticos- meu pai me xingando no sexoconto erotico incesto sonifero filhacontos eróticos de mãe e filho, mãe com shortinho atolado no seu bundaocontos eroticos fazendo troca troca quando meninovideo porno gay o promo etero bota o primo gay na surubacontos eroticos comi o cuzinho da minha colega de trabalho no estoque realconto erotico mulher deu buceta para mendigocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eróticos pastor compadre d*********** a virgemcontos eroticos com homem contratado para engravidarmulheres casadas de shortihno bunbumgrandecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentelésbicas casadas liberadas conto eróticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos heroticos peitõesconto erótico eu e meus primos nu no lagovoyeur de esposa conto eroticofidendo uma nnda gigabte carnuda2amigas fodendo muito com o primo e fixandocontos comi a sobrinha novinha da minha mulhercontos minha mae deu pra travesticontos de pura putaria entre pais e fcantos eroticos SOU casada mais dei meu cuzaocomi minha mae anoite contos cache:o2QtLYsJB5EJ:okinawa-ufa.ru/conto_23564_totalmente-submisso-a-minha-dominadora.html video pono pequano aprima do midocontos eroticos enrabada pelo professor de academiacontos masturbcontos comi a internadaContos reais de sodomiadoce nanda contos eroticosMete mete vaí conto paicontos eroticos reais minha cunhada me seduziu e eu comimulher gosta de ficar nua e corpo inteiro melado de margarinaconto chantagem com a patroapegando hetero casado conto gay