Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEI PRO MEU MELHOR AMIGO - ERMOS HETEROS

Oi, hoje estou muito feliz e quero compartilhar essa historia com vocês.

ha anos venho procurando um conto que pudesse se assemelhar com um caso que gostaria de ter.

não vou revelar os nomes corretos, meu nome é Marcos, tenho 1,84, 21 anos, sou magro moreno de praia olhos e cabelos castanhos e penis de 19cm.

Nos meus 19 anos conheci um menino chamado Flávio, que se tornou um grande amigo, Flávio tem 20 anos, pele bem clara, altura mediana 1,70 aprox. e olhos claros.

Não desde que o conheci, as logo começei a sentir uma atração por ele, e na verdade foi e é o único homem que despertou minha atenção, o restante apenas mulheres, talvez até pelo corpo não muito desenvolvido.

Os anos passaram tivemos varias namoradas e nunca toquei no tal assunto, apesar de diversas vezes me masturbar pensando nele e em como seria, viajava pensando em sair à noite e embebeda-lo ou algo assim, ainda mais que ele é bom de bebida.

Mas apesar disso não foi desse modo que aconteceu.

Ontem fomos a praia, como não tinhamos com quem deixar nossos pertences fomos apenas de bermuda mesmo porém a praia era longe o que fez com que queimassemos nossos pés, o dele chegou a fazer três bolhas

com isso começou um pouco a brincadeira, como a ideia da praia foi minha ele me culpou (falando brincando) das bolhas e falou que depois eu ia ter que fazer massagem nos pés dele.

Além de nás um outro amigo também foi. passou um tempo estávamos no mar e esse nosso amigo foi pra areia e ele aproveitou o momento e falou mais uma vez, mas como se estivesse brincando



"olha tem que ter beijinho no pé também"



e respondi num tom ironico que ele não se preocupasse.

Depois da praia viemos os três pra minha casa quando Renato, o nosso outro amigo falou que ia embora ele falou que ia continuar mais um tempo.

Levei renato até a porta e voltei quando voltei ele estava sentado olhando o pé e falou:



"é fiquei com três bolhas mesmo" e estendendo o pé na minha direção disse "agora quero a massagem"



ri e sentei na cama não dando atençao

"pelo menos o bejinho" ele falou rindo, te pago 50 reais!"

"Ah é té parece!"

Flavio jogou 50 reais perto de mim e me olhou sério

me agachei perto dele e dei um beijo rápido na sola



"não, assim não to pagando 50 reais, quero 3 beijos direito"

Segurei o pé dele, tamanho 37 branquinho com pouco pelo nos dedos, era uma parte dele que sempre me causou muito tesão e começei a beijar divagar.

Percebi que as coisas estavam esquentando

"lambe e chupa meus dedos tambem", nosso ela havia dito tudo, começei a passar a lingua naquele pézinho branquinho, e colocando os dedinhos dentro da boca, chupando como se fosse um pau

nesse momento meu pau ja estava mega duro e eu estava com o coração a mil, ouvi ele abrindo a bermuda e começei a ficar cada vez mais à flor da pele.

Levantei a cabeça, deixando seu pé, porém querendo continuar pelo tempo que pudesse, mas pensei que talvez ele estivesse sá brincando e eu levando tudo a serio, fiquei com aquele receio sabe?

mas enfim, quando levantei a cabeça me deparei com ele de bermuda aberta, com o pau e o saco pra fora, fiquei admirando por alguns segundos, parado, não acreditando no que estava vendo.

O pau dele era branquinho assim como ele e ao contrario do meu ele tem aquela pelinha que cobria levemente a cabeça já que ele já estava mega excitado também, a cabeça era bem rosadinha e ao contrario do que eu imaginava o pau dele era bem gradinho, devia ter uns 20cm

"me chupa"

na verdade acho que ele nem precisaria ter dito aquilo segurei o pau dele e pus toda a cabeçinha na boca, ia descendo naquele mastro colocava prum lado da boca, colocava pro outro, ele gemia baxinho enquanto eu passava a lingua na cabeçinha dentro da minha boca.

Tirei o pau dele da minha boca e começei a lamber seu saco, enquanto isso tocava uma pra ele, o único ruim é que o saco dele tinha um pouco de areia da praia mas estava delicioso, não podia em queixar de nada.

nesse tempo ele ja havia tirado a bermuda, com todo o cuidado pra nao atrapalhar o boquete que acredito que estava átimo. e estava sem camisa desde antes.

Eu já tinha voltado a chupar o pau dele e quando larguei um pouco pra respirar melhor ele se abaixou e começou a tirar o ná da minha bermuda, levantei e ele acabou de tirar minha bermuda, fomos para a cama.

Eu deite primeiro e ele começou a vir de costas com a bunda perto do meu rosto, a bunda dele era lida, branquinha com alguns poucos pelos, e era grandinha, até as mulheres falam da bunda dele, ele abriu as pernas e o cuzinho dele ficou bem visivel, segurei-o pela cintura e o forcei pra mim, começei a lamber o cuzinho dele que era roxinho, muito lindo.

eu nunca havia chupado um cú antes mas aquele foi inesquecivel, abria a bundinha dele com a mão e ia enfiando minha linguinha no cu, ele se ajoelhou e ficou com a bundinha bem perto fiquei labendo aquele anelzinho e com a mão batia uma punehta pra ele, era muito bom sentir aquele pau que tanto desejei pulsando na minha mão, com a outra ficava segurando as bolas

e eu ficando cada vez mas doido de tesão, foi quando senti a mão dele tocar no meu pau, ele começou a me punhetar também, eu estava tão excitado que não resisti e começei a gozar em poucos minutos, acho que nunca gozei tanto.

Com a gozada ele foi resolveu ficar de quatro por cima de mim e começou a me chupar e limpar todo o meu gozo.

Segurei o pau dele e começei a chupa-lo também fazendo um 69 delicioso, rapidinho fui ficando excitado novamente. olhei aquele cuzinho e não resisti, fui direto e começei a deda-lo, logo na primeira estocada ele liberou todo o gozo que guardava em seu pau e senti pela primeira vez como era receber aquele lquido quentinho na boca.

Ele gemia contido com medo que algum vizinho ouvisse com certeza, eu fiquei punhetando ele querendo mais e mais porra e com o dedo enfiando naquele cuzinho lindo.

Ele levantou e me olhou, com um olhar indescritivel, nao sei se era tesão se era felicidade era algo estranho mas ele não sorria, ele sentou de pernas abertas em cima de mim, pegou meu pau e começou a guia-lo para entrar no seu cuzinho logo sentou e meu pau foi entrando rasgando suas pregas, ele começou a fazer careta de dor e percebi que era virgem, podia de repente ter se masturbado mas nao havia enfiado nada tao grande antes.

Quando entrou tudo ele respirou olhou pra mim e deixou escapar um risinho



"aii doíí"



sorri também mas nao disse nada, também era a primeira vez que eu metia em um cuzinho, era diferente apertadinho eu sentia pressão no meu pau em todos os lados e sempre parecia que meu pau ia pular pra fora.

Ele respirou fundo e começou a levantar a bundinha pra começar o vai e vem mas meu pau saiu por completo, quase que cuspido por aquela bundinha, nisso vi que estava com um pouco de sangue.

Ele pegou novamente meu pau e mirando na bunda começou a por de novo.



"calma que ja tá entrando"

"tá bom pra vc cara?" respondi segurando o pau dele e voltando a punheta-lo

"melhor impossível"



Dessa vez havia entrado um pouquinho mais facil, mas não que tenha sido fácil, ainda mais pra ele! rs

ele começou a cavalgar em mim, dessa vez mais devagar e com mais cuidado pra não escapar. A sensação era átima eu ainda não estava acreditando naquilo tudo, era melhor que qualquer sonho, fui sentindo o cuzinho se alargando com o tempo e o ritmo começou a aumentar

ele sorria e suava eu não sabia pra onde olhar, se era pra aquele rostinho com expressão de dor e de prazer ou se era pra aquele pau que eu sempre sonhei, tentava os dois e batia punheta pra ele, quando o ritmo ja começou a ficar rapido ele gozou forte e foi porra em cima de mim todo, eu pegava com os dedos e lambia era muito bom.



"pera ai" ele se levantou e virou de costas pra mim sentando de novo em minha pica que não sei como ainda aguentava de tanto tesão!



Nossa aquilo tava melhor ainda ele tava com a bundinha virada pra mim, estava agaixado e eu tratei logo de pegar um dos pézinhos dele, coloquei na boca chupava e chupava, passava a lingua entre os dedinho e foi chupando seu dedão que gozei, nunca ouvi ele gemer tanto era muito bom, eu tremia junto com a gozada, foi uma explosão, acho que se eu fosse cardiaco acabava ali mesmo hahaha.

Mas graças eu não era, meu pau foi saindo daquela bundinha linda e com ele escorria o gozo.



"agora limpa" disse ele rindo, veio com a bundinha pra mim e cai de boca naquele cuzinho de novo, dessa vez bem mais abertinho o que facilitava minha lingua a penetrar naquele cuzinho lindo, enquanto isso ele ja caia de boca no meu pau e como que disfarçando foi aproximando o dedo do meu cuzinho e logo estava me dedando.

Eu também era virgem do cuzinho mas apesar disso já havia colocado muita coisa nele, sempre pensando nesse meu amigo, de salsichas à cenouras então pra mim o dedo nao representava muito perigo, mas ja estava com um receio e com uma vontade imensa de sentir aquele pau na minha bunda

ele ficou ali um tempinho e logo levantou!

olhou pra mim e deu um sorriso maligno brincalhao que é típico dele



"sua vez"



Não pensei duas vezes fiquei logo de quatro ele abriu minha bundinha e caiu de lingua, nossa como foi bom!

era uma sensação estranha, aquela lingua molhadinha lambuzando todo meu cú, as lambidas eram intercaladas por dedadas e com isso a lingua dele ia alcançando uma profundidade maior, meu pau tremia de tesão, eu olhava pra tras e sá conseguia ver o cabelo dele o rosto estava todinho em minha bunda, passado um tempinho ele parou, eu olhava pra trás e via ele passando a mão no pau deixando ele cada vez maior e mais duro, ele olhou pra mim e percebeu que eu o olhava também.

"agora respira fundo"

ele colocou um joelho em cima da cama e se apoiava no chão com a outra perna, começei a sentir aquele pau roçando em meu cuzinho, era muito bom, aquela cabeçinha rosa macia forçando a entrada, com as mão ele abria bem minha bundinha e não demorou muito pra começar a entrar.

Nossa não tinha comparação aquela pica com qualquer outra coisa que eu havia colocado, não pelo tamanho ou espessura mas sim pela sensação, era algo vivo, eu sentia palpitar e forçar as minhas pregas, quando de repente entrou tudo de uma vez, nossa doeu um bocado dei um gritinho e ele deu logo um estocadão.



"é não é facil, sente agora sente!"



ele se deliciava comigo, e logo começou o vai e vem, nossa é indescritivel a sensação das bolas batendo na minha bunda, do pau dele me arrombando e da força que ele fazia abrindo minha bundinha, pensei que ele logo ia gozar mas ele estava aguentando firme, me agaxei um pouco mais, me apoiando no ante braço pois ja estava com dores, nao imaginava que poderia ficar melhor até que ele largou um lado da minha bundinha e começou a me punhetar.

nossa não aguentei muito e logo começei a gozar muito, quando ele sentiu que eu estava gozando ele largou o outro lado da minha bundinha e pos a mão embaixo do meu pau pra pegar a porra ele continuava o vai e vem e a mão ia e voltava como se caçando mais porra pra beber.



"não aguento mais" ele disse e logo soltou um berro.

senti aquele leite quentinho me invadindo, sempre me surpreendia com as sensaçoes cada vez melhores.ele tirou o pau e começou a lamber meu cu me dedando também e trazendo à mim seu dedo cheio de porra pra eu chupar.

estavamos mortos, cansados suados e acabados ele deitou do meu lado e fez o que eu menos esperava me deu um beijo.

Nossa e que beijo! Eu já havia beijado um homem antes e havia achado horrivel, era diferente tinha pele aspera de barba e sentia que era um homem o que tinha antes me causado estranheza, mas com ele foi diferente foi algo mais suave, mais puro apesar da situação.

não era como se eu bejasse uma mulher mas também nao parecia um homem devido a delicadeza, e nossa que lingua, não era beijo selvagem era algo mais apaixonado.

e com isso meu mundo caia, começava a pensar em tudo, no meu intimo desejo por ele ha anos, na minha família, na minha namorada e até na namorada dele.

fechei os olhos e acabei durmindo, acordamos com a campainha tocando, era minha mãe nos arrumamos mega correndo

(o bom de homem é que ao contrario de mulher nos vestimos rapidos ahahah) e logo fui abrir a porta levando-o como se ele por coincidencia tambem estivesse saindo.

me despedi como se nada tivesse acontecido ainda mais por minha mae estar do lado e ele saiu.

minha mae me olhou estranho e perguntou se eu estava durmindo por causa da minha cara de cansaço



"não maezinha é que ficamos muito na praia e estou exausto vou tomar um banho"

e assim fui, alias e aqui estou acabei de sair do banho e escrevo pra vocês.



Confuso? Sim

Mas acho que vamos levar isso paralelamente espero que nada de ruim ocorra

já que hoje foi tão bom

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


xxvideos porno ci ru filo etupa a mae no crato bazilelocontos bdsm a porca marianaeu curto cunhada casada fica excitada a dançar com cunhadodepois de casada resolvi me depilar toda contoscontos enrabada no trabalhadovai me arrombarconto erotici gay dano cu no dia da greves dos motoristo de onibus gay casadocontos o boquete no novinho no onibuscontos meus amigos estupraram a minha maecontei para minha amiga que trai meu namorado e o namorado dela com seu amigos me comwramhumilhada contos eroticos13aninhosvideopornocontos eróticos sadomasoquismo exttemocontos porno em quadrinhos de casais de amigoscache:oIMLEWITCAIJ:okinawa-ufa.ru/home.php?pag=99 Xvidio mulhes que anda a noiteconto gay metemos.o dia todocomofuder uma egua Contos Eróticos De Gay Comi a bunda do amigo Do meu Painoite fria com titia contos eróticosmulhe botano librificatecontoseroticos irmoes e irmã no assaltocontos eróticos titio encheu minha bucetinha de porra pornoMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,Eu agora eu sou mulher do meu ex primo viuvo conto eroticocontos eróticos inversão bêbadocache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"contos eroticos arrombando a gordaxoxotao capusaomachos arrombador de gay afeminadoContos eróticos de Gay Fui Dormir na casa do meu Amigocontoseroticoscomi o cu do mei paiescanxocontos eroticos tia que foi para a fazendo e sobrinhoincesto mae viuva amante d o filho carinhoso ler contos eroticospai quero atencao contos eroticosamiguinha d minha bem magrinha putinhacontos de seios de sobrinha novinhavemo espoza chupamo autro mo carmaval xxvidioconto erótico novinho flagra sustocontos garoto comeu minha mãeconto pukeConto coroa gay medicoSebastião, o vaqueiro que gostava de cavalgar 2meus dois professores contos eróticoscontos verdadeiros narrados por mulheres encoxadas,sexo com animaisconto erotico flagracontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteesposa gemendo tentando escappar da geba no cucontos e historias de zoofilia meu cachorro mamou nos meus peitos cheios de leitevelha aqueles tempos do capô de fusca bem rapadinhacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos cdzinhascontos eroticos, venerava meus mamiloscontos eróticos ninfeta bem novinha com 10 aninhoso cu da minha esposa e meu contocontos eroticos velha greludaconto guei fingi dormi emeu primo enfiou o pau na minha bocaTrepadas no caminhao cabinecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos traindo o marido com pivetesConto eroticos corno liberal safadoCorno viadinho conto eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos estupro sai na rua e min estupraramcontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemeu padrasto me arrombou a força até esfolar minha bucetinhameninas piranhas de calcinha fio dentalnegoes com casadas-gozando dentro/contos e fotosvideo pono pequano aprima do midoContos eroticos homens estuprano gravidascontos eroticos de homem contratado para engravidarx video.com madrasta me mandou eu lamber o seu cuzinho okinawan gélico pornôconto eróticos engravidou esposa do irmao e esposa do sobrinho