Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MASSAGEM DA IRMAZINHA DA EMPREGADA

Tudo aconteceu quando eu morava em uma cidadezinha do interior de Sao Paulo. Moravamos eu, minha esposa e duas filhas, tinhamos uma empregada muito dedicada na qual tinha uma irmã muito gostosa mas que era muito jovem acho que tinha uns 19 anos, vou chamá-la de Nanda. Nossa empregada sempre trazia Nanda para ajuda-la, enquanto fazia os afazeres domesticos Nanda brincava com minhas filhas. Eu sempre a abservava pois tinha uns peitinhos e uma bundinha maravilhosa ainda em tranformação. Num sábado Nanda veio acompanhar sua irmã, mas minha esposa tinha ido viajar com as crianças, então ficou por ali ajudando sua irmã em algumas atividades e eu de olho naquela gostosura que meu cacete doia so de olhar. Nesse mesmo dia usava uma saia arredondada pelo joelho e uma blusa com a cava da manga bem maior que seu braço e quando ia fazer alguma atividade dava pra ver um pedaço daquele peitinho pontudo e eu inventava o que fazer so para passar e ficar observando aquela gostosura. Já não aguentava mais de tanto tesão e comecei a imaginar pretesto para aproximar de Nanda. Nisso nossa empregada foi para cozinha fazer almoço e pediu para Nanda limpar o banheiro do meu quarto. Nanda foi para o banheiro lavá-lo e eu entrei no quarto e de pretexto fui no banheiro pegar um fio dental quando entrei estava esfregando o box e para nao se molhar tinha erguido sua saia bem acima do joelho e enquanto abaixava dava pra ver um pedaço daquela bundinha redondinha, meu cacete ficou duro na hora e palpitava dentro da minha calça, quando entrei ela levantou assustada e perguntou se eu queria usar o banheiro e foi saindo, nisso esbarrou no meu membro endurecido, no qual tive vontade de agarrá-la mas contive pois sabia que sua irmã estava na cozinha. Sai dali ardendo e com o cacete em ponto de bala. Disse a ela que podia terminar que eu ia ver se o almoço estava pronto, mas na realidade fui ver se a empregada estava distraida para eu voltar e ficar vendo Nanda. cheguei na cozinha e a empregada reclamou que não tinha carne desconjelada, de imediato sujeri que fosse buscar carne fresca, dando o dinheiro para ela ir que inocentimente pediu para que eu avisasse Nanda que ela tinha saido. Esperei ela sair e fui no banheiro verificar aquela gostosura so de imaginar meu cacete ficou no ponto de novo. Cheguei na porta do banheiro e avisei Nanda como sua irma tinh pedido. Sai imaginando algo pra seduzir aquela menina moça, nao tive duvida o que eu queria era comer aquela gostosura. Coloquei meu cacete duro pra fora da calça e peguei um algodao com creme e cheguei no banheiro dizendo para Nanda que estava doendo porque tinha batido ele na mesa, ela ficou parada olhando quele cacete na sua frente, quando eu oferecia o algodão pedindo para ela passar. Nanda segurou o algodão e iniciou a massagem, ela sentou no vaso e ficou ali cuidando do meu cacete dizendo coitado onde o senhor machucou ele assim. coitadinho vou ajudar o senhor. e eu adorando quase nao aguentando de tanto tesão. Nanda cuidava com um carinho quando me olhou e disse que para batidas ela usava guspe e guspiu no meu cacete fazendo um vai e vem com a mão deixando o algodão de lado, quando abocanhou ele todinho e passava alingua como chupando sorvete e me perguntando se tava melhorando. e eu dizendo que ainda estava doendo muito e ela lambia, passava a mão e abocanhava ele todinho me levando ao delirio e gemidos quando ela levantou e segurou na pia e virou sua bundinha me dizendo que o melhor ainda seria seu melzinho, quando levantava a saia no qual constatei que não usava calcinhas de imediato meti minha rola naquela bundinha empinada rosando meu cacete naquele reguinho, quando Nanda me pediu coloca dentro, tudinho que ele melhora, coitadinho ta tao mal. precisa esfregar bastante pra sarar. A safada tinha entrado na onda do cacete dodoi e pelo visto ja tinha tido varias experiencias de enfermagem para cacete duro. Meti o cacete dentro daquela xoxota toda molhadinha e bombei com força e ela mexia aquela bundinha como na dança do créu. quando ela deu um gemido de prazer diazendo que seu melzinho curativo tinha saido tirei meu cacete de dentro e ela com as mãos massageou ate eu gozar. Então ela disse agora vai sarar mas se precisar estou aqui para cuidar dele tá. Sai dali todo satisfeito e fui me limpar em outro banheiro e dirigi na para cozinha para verificar se a empregada tinha chagado. Quando chegou comecei a questionar sobre a idade de Nanda no qual constatei que era bem mais velha do que parecia quase de maior. Fiquei feliz pois tinha certeza que haveria outras oportunidades para seduzir aquela menina moça.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


estrupada na escola contos eroticosduas mulher chupando a b***** no Jordão baixo fazendo sexominha mulher enlouqueceu com a piroca enorme do negaocomtos bdsmcontos eroticos a enteada putinhacontos eroticos de pais esposa e filhas em praia de floripadopei meu irmão de oito anos e fode ele incesto gaycontos eroticos arrombando a gordaMinha irma e minha sobrinha conto eroticochupando a buceta da minha vo dormindo contocontos eroticos esposas no swingconto erotico dotado fortão acabando com a novinha casada e safadacontos minha irmã cuzudacontos eroticos arrombando a gordaComo ter pernas grossas e quadril largo em 1 mêscontos eróticos come a irmazinha no ônibus lotadoContos eróticos de pau duro na piscinameu cu engolidor de rola contosconto erotico trepei com meu primo engravideiContos Bota no cu tiocontos sexo minha mãe amor proibidocontos fazendo vovô gozarcontos de sogra gravida transandocontos eróticos de minha esposa bêbadaContos eroticos vizinha ve vizinho de pau durovideo de homens nu de pau grosso e barriguinha salienteconto erotico bolinada na infanciacontos eroticos fui comida feito puta e chingadacontos eróticos minha buceta pegando fogo i.piscandocontos eroticos arrombando a gordaloirinha do cabelo cachiado se assustou com o tamanho da rola do cunhadocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos eroticos mulher castiga o homem emagando o saco e dando soco no saco conto erotico princesa aronbada na favelaxoxota Branca f****** com CrioloContos cm o vizinhocontos eroticos alisando a esposa do meu amigoContos Estuprada por um machocontos lesbic de patroas seduz secretaria para um transa lesbviuva ecitada ver filho tomando banho e da pra eleconto erotico minha prima malvadacontos do seu jorge pegando uma casadinharelatos sexuais porno gratis a faxineirafodendo uma égua no estaleiroSafadinho aaa uuuviajo da bundona aqui na Dona a mostrando o c*contos eroticos arrombando a gordaifeta sandalilhame fode jb. contoscalcinhas.erroladinhas.no.cuzinhotiro saiu pela culatra contos eroticosmeu cao taradocontoseroticos encochando minha irma onobisconto erotico comendo minha sogra minha dobrinha pegou no fragacontos eróticos fiz a novinha se ajoelhar e me chupar no ônibuscotos erotocos piscina casadacontos eróticos estupro concedidoamiguinha da minha filha me chupouDeu o cu sem querer querendo contoenrabando a boneca contosvideo de cunhadoxcunhadacontos eróticos na saída do paredão comendo c* virgemContos eroticos de submissa e inversaodei pro meu genro contocontos dp.na mendigamulheres religiosas corpo bonito seio grande quadril largo transandocontos eroticos velho na praia de nudismolouco pela minha prima contoconto dei a.boceta pro catador de lixpcontos eróticos assediada por minha amigacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentemacho fazedor de cornoMeninos mamando nos peito de mulheres amamentando contos eróticoscontos eroticos gay ele bem novinho ja usava calcinha e dormia de camisolavou ponha ela no coichoucontos eroticos na viagem comi sogra e mulher no carromeu tio cavalo me arrobou contosConto buraco fechadura masturbaconto erotico virei menina por ter cabelo compridocontos eroticos eu aluguei minha mulher