Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DELICIA DE JAPA !!!

Meu nome é Carlos (nome trocado por segurança), tenho 39 anos e agora estou separado e sem namorada fixa.

Mudei de cidade a 1 ano e meio.

Sempre fui tarado por mulheres maduras de mais idade, curiosidade como seria transar e ver uma bucetinha mais velha.

Ainda casado morávamos com minha sogra, mas ela quase não parava em casa. Estava sempre fora e voltava tarde sá para dormir.

A minha ex é japonesa, que por sinal muito gostosa, tesão de mulher, e a minha sogra uma mulher de 68 anos na época muito conservada.

Sempre olhei com muita tara para ela, mas com respeito nunca avancei o sinal até por que sempre amei demais minha esposa.

Um certo dia sai mais cedo do meu trabalho, chegando na minha casa, tudo silencio, vi o carro dela na garagem e minha filhas estavam na escola, mas não dei importância.

Depois de um tempo subi para meu quarto, e para minha surpresa vejo minha sogra dormindo no seu quarto deporta aberta.

Quando olhei vi ela descoberta, de bunda pra fora e dava para ver todinha a bunda e parte da bucetona.

Calcinha marcada.

Fui ao banheiro e meu pau já começava a ficar esperto e comecei a fantasiar no banheiro.

Não percebi mas tinha deixado a porta aberta do banheiro, eu estava de costas fazendo xixi, e começando a bater punheta de falar baixinho dela.

Dava umas olhadas de vez em quando para meu pau e lembrava do que tinha visto.

Decidi ir ara meu quarto, dei mais uma olhada e ela tinha virado e ficado de pernas abertas e de bucetona exposta, dava para ver parte do seio, branquinho, e seu biquinho de fora, lindo e durinho.

Ai mesmo tirei meu pau ara fora e comecei a bater uma punheta na frente dela. Em determinado momento ela se mexeu e pareceu que estava olhando ara mim bater punheta.

Fiquei assustado e sai do quarto sem fazer barulho e fui para meu quarto.

Dei um tempo batendo punheta e arei. Desci para comer alguma coisa e dei mais uma olhadinha na porta e ela continuava toda arreganhada.

Na cozinha não consegui arar de pensar na buceta da minha sogra, dei um tempo e decidi subi para ver mais um pouquinho e para minha surpresa ela tinha levantado e estava tomando banho com a porta entre aberta.

Lágico que dei uma espiada nela.

Deliciosa, abria bem a bucetona, peluda e acariciava os seios, até que em certo momento enfio os dois dedos na buceta e deu um gemido e começou a se acariciar.

Pegou um pote de shampoo e começou a se masturbar e de repente enfio ele.

A essa altura eu estava de pau para fora me masturbando.

Não percebi que tinha empurrado a porta e ela via minha sombra, ela meio que se assustou e perguntou quem estava ai.

Eu respondi que estava fechando a porta que tinha ficado aberta, ficou silencio e de repente ela falou que não precisava mais e que já estava acabando.

Eu sai e fiz o que ela me pediu.

Fui de novo para a cozinha e não conseguia deixar de imaginar aquela bucetona linda.

A essa altura estava de short e sem camisa, e dava para ver muito bem o tamanho de meu pau durão.

Ela desceu e foi ara a cozinha sá de toalha toda molhada.

Ela agachou para pegar alguma coisa no chão, que a essa altura eu já não conseguia olhar ara mais nada a não ser para a bunda dela.

Ela percebeu meu pau duro e fez questão de abaixar mais deixando a mostra a pentelheira da buceta.

Ai meu pau ficou mais duro e maior, ela deu uma olhadinha e fez um comentário baixinho, ele está enorme e no ponto.

Ai eu explodi de tesão.

Ela se virou no fogão para fazer alguma coisa, voltou a abaixar e ai mostro de novo a buceta, sá que dessa vez ela abriu de leve as pernas.

Eu não aguentei e diz que assim eu iria dar uma agarrada nela.

Ela fez de conta que não tinha ouvido e continuo de bunda empinada, sá que abriu mais ainda as pernas.

Ai eu fui por trás dela devagar e me abaixei como se fosse pegar alguma coisa e vi uma gruta maravilhosa, vermelhinha e inchadinha.

Ela fez de conta que não tinha percebido, me aproximei devagar, sempre olhando de baixo, e cada vez mais perto.

A essa altura minha boca estava seca de vontade de chupar aquela buceta.

Em determinado momento ela fez um movimento que eu enfie a cara na bunda dela e La deu um gritinho de susto.

Aproveitei e nesse momento a segurei pela cintura e enfie a língua na buceta e ela olhou com cara de susto para baixo.

Tentou dizer alguma coisa, mas não aguentou e sentou na minha cara.

Caímos no piso da cozinha e ai mesmo eu arreganhei ela e comecei a chupar de forma desesperada aquela buceta.

Não demorou e a buceta dela encharcou toda, não arava de sair porra e ela de gemer. Dizia que nunca tinham chupado ela e queria que a comece ai mesmo.

Eu tirei o meu pau para fora do short e ela olhou para ele com os olhos arreganhados e diz nossa como ele e grande e aminha filha da conta disso tudo, você deve arregazar ela.

Eu diz com cara de sínico ela adora chupar e fazer gozar na boca, ai ela diz que nunca tinha ninguém tinha gozado na boca dela.

Eu coloquei meu pau na cara dela e fiz ela abocanhar ele.

Ela não pensou engoliu ele todinho de uma sá vez e começou a se deleitar com meu pau que estava muito grosso e muito duro.

Depois de um tempo eu virei ela e fizemos um 69 maravilhoso, fiz ela gozar muto na minha boca e engoli muita porra dela.

Comecei a enfiar os dedos na buceta dela e quando enfie o dedo no cu dela ela delirou e começou a rebolar falando que nunca tinha sentido aquilo.

Ai eu endoidei de vez e comecei a socar os dedos no cu e na buceta e fiz ela gozar de novo. A essa altura ela dizia que meu pau estava delicioso por que ficava soltando uma porrinha maravilhosa.

Virei ela para poder ver ela chupando meu pau, quando vi ela se deleitando com ele sabia que ia gozar e fiz ela abrir bem a boca e avisei que ia experimentar minha porra e que queria que engolisse todinha a porra, ela diz que nunca tinha experimentado porra.

De repente explodi na cara dela e enchi a boca dela de gozo, saiu muita porra e ela se lambuzou toda dizendo que era muito gostosa minha porra.

Ai eu dei um beijo na boca, mesmo estando cheia de porra ela delirou.

Abaixei ela e coloquei meu pau de uma sá vez nela e ela deu um grito alto de dor e prazer.

Nesse momento dei outro beijo de língua e a apertei forte.

Tirei meu pau rápido e levei ela ara a sala.



A deitei no sofá e chupei um pouquinho e coloquei meu pau de novo. Comi ela de todas as formas possíveis, olhei ela toda aberta curtindo meu pau que não abaixava.

Soquei muito meu pau nela, e fiz ela gozar muito, via ela tremendo de prazer a cada estocada.

Fiz ela sentar no meu pau e chupei os seios dela, durinhos, deliciosos.

Fiz ela cavalgar gostoso no meu pau e no êxtases, no meio de um dos vários gozos dela, enfie o meu dedo no cú dela, ela suplicou ara que não o tirasse mais, rebolava como nunca no meu pau, até que me surpreendeu dizendo que queria perder a virgindade comigo de seu cú.

Prontamente a atendi, virei de costas e a preparei,dei muitos beijos e antes de colocar meu enorme pau dentro do cuzinho virgem, chupei muito o cuzinho dela.

Ai fui colocando devagarzinho a cabeço na de meu pau que foi rasgando as pregas do cu da minha sogra.

Ela gemia e reclamava mas também pedia para não tirar e quando ele entro todo ela delirou e pedia para socar ele.

A essa altura eu já estava quase gozando de novo, avisei que ia encher aquele cu de porra e ela diz que também queria.

Ai virei ela de frente e coloquei de novo no cu e olhando para a cara de puta da minha sogra com o pau no cú enfiei os dedos na bucetona dela e gozei muito novamente.

Ficamos agarradinho por alguns minutos, ela com meu pau no cú e eu chupando os peitinho dela.

Fui tomar banho juntos sem falar nada.

Jantamos juntos naquele dia todos juntos, dava para ver ela andando estranho.

Antes de se deitar ela me deu uma olhada e sem AM minha esposa perceber me mostrou a bucetinha dela toda depiladinha.

Transo com ela até hoje, a minha melhor amante e a minha ex sogra.















VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cabei comendo a cliente quando ia vender o apto porno brasilcontos bebendo porraputinha da galera contostratano da titia com rolacontos eróticos minha mãe me ensinou putinhacontos eroticos arrombando a gordaContos eróticos traindo na praia de nudismocontos de mulheres ninfomaniaca por sexonifetas brasileiras dando cuzinho virgem pro irmao chorando de dorConto de vadia de quatro no bar metendo com muitos machoscontos eroticos gay mulherzinhaMinha madrinha ela mora sozinha com sua filha eu vou sempre na casa da minha madrinha fuder ela eu fui na sua casa ela tava sozinha eu fui com ela pro seu quarto eu tava fundendo ela sua filha chegou sem fazer barulho ela entrou no quarto ela viu eu fundendo minha madrinha ela disse pra minha madrinha que ela queria perder sua virgindade da sua buceta minha madrinha disse pra ela tirar sua roupa pra ela deitar na cama eu chupei sua buceta virgem raspadinha minha madrinha disse pra ela chupar meu pau ela chupou meu pau minha madrinha disse pra ela abri bem suas pernas minha madrinha disse pra eu meter meu pau bem devagar na buceta virgem dela conto eroticocontos eróticos esfregaçãofodida no onibus por coroa contoscontos eróticos minha esposa ficou encurraladameu avô rasgou minha bucetanegra da pra um de4 e chupa do outro por dificuldade em motelcontei para minha amiga que trai meu namorado e o namorado dela com seu amigos me comwramconto errotico apostando a esposameu pai batendo punheta.eu foi fala com ele e ele madou eu bate pra elecontos menino lizinhovideo pono pequano aprima do midoEu olhava a bucetinha de melina e ficava loucoconto comi uma eguacontos eroticos de rabo inocenteconto flagrado com a calcinha enrolada no pauContos sobre beijos e podolatriacontos eróticos arrastei peo canto e fodi com forçacontos gozeinovinha desmaia de tanto gosa conto eroticowww.conto eu vi o pedreiro mijandocontos eroticos violentadas ao extremocom doze anos fui brincar com meu amigo acabei sendo enrrabado por seu pai contos eróticoscontos eróticos prima gordinhaporno coroa da boda mole de fiodetaocontos eroticos o pauzudo e o cornoo.segredo..de aline.conto.eroticocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos a devassa do analtanguinha suja contos eroticoscontos eroticos enteadasobiu no cu delafui arrombada porvarios contoscontos primeira suruba"vai me rasgar" corno viadocontos eroticos esposa do tiocontos forçada a ser a puta da empresaa foder a policial na rua contosconto comendo uma fumadora de crackocache:FPfKk_mm7mAJ:okinawa-ufa.ru/conto-categoria-mais-lidos_9_9_zoofilia.html contos eroticos medicocontos eroticos filha e pai apaixonadoscoroa mulata conto eróticoConto eróticos de novinhas 2006contos eroticos as amigas da minha filhacontos gorda feiaencesto mae envagelicacantos eróticos d********* para o meu irmãoConto minha filha so anda de fio dental em casacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesexo-gostoso-numa-ilha-paradisiaca..comconto corno rabocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentevideo de jovens travesti praticando incesto com padrastoconto minha mostrounotei que na hora que falei maridinho ficou de pau durocontos erotico meu pai e meu tio armaram pra fuder eu e minha primacomi minha sogra e cunhada velha gorda feia contos eróticosesposa e filha dando cu pra um mendigo/conto eroticocontos de sobrinhas sem calcinha na igreja sentada no colo do tioconto erotico gay meu amigo rasgou meu cuconto minha mulher aronbadacontos de rasguei o cuzinho da minha avóconto historia com lesbicaconto erotico teen gay iniciaçãocontos eroticos trave x hmarido enfias as duasmao no cu da esposacasa dos contos eróticos mãe perdendo as pregas para o filhoIrmã Seduz O Irmão (contos EroticosContos eroticos como chantagieicontos eroticoscomendo uma bucetinha