Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRANSEI COM O SÓCIO DO MEU PAI II

Depois de me fazer gozar mais uma vez, eu estava deitada no sofá, ofegante e me recompondo. Mas não tive mito tempo pra isso. Ele me puxo pela cintura me deixando deitada ainda no sofá com a bunda apoiada no braço do sofá e com as pernas quase tocando o chão. Ele separou minhas pernas e entrou entre elas. Me segurou pela cintura e encostou seu pau na minha buceta. Ficava esfregando ela em mim, passava do me cu até meu grelinho me deixando mais excitada. Voltei a gemer, mas dessa vez com sua rola forçando a entrada. Ele enfiava e tirava sá uma parte, mas já me fazia gemer alto, ela era grossa e me abria toda. Minha buceta apertava seu pau que pulsava dentro de mim. Ele deixou uma parte do seu pau em mim, e quando me acostumei com o tamanho e parei de gemer, ele começou a forçar a entrada do restante, foi o momento em que mais senti dor até então. Quanto mais se pau entrava, mais eu contraia a xoxota, o que dificultava ainda mais. Quando ele conseguiu meter tudo o que ele tinha, eu suspirei e me preparei pra ele começar a dar as primeiras estocadas. Cada vez que ele tirava e punha eu sentia uma dor no fundo da buceta. Os movimentos começaram de vagar e foi aumentando até um ritmo máximo, onde e sentia a parte da entrada da minha buceta ardendo muito. Tentei empurra-lo pra ele parar um pouco, fui ai que ele socou seu pau todo, me segurou pelas costas e me tirou do sofá com sua rola enfiada em mim. Ele se sentou comigo no seu colo e me mandou cavalgar nele. Me segurava pelos peitos me mamando enquanto eu pulava no seu colo, minha bunda batia nas suas coxas e suas bolas, na minha buceta. Rebolava na rola dele e ele não conseguia nem mais mamar em mim, estava louco de tesão. Ele me mandou levantar, me queria de outra forma agora.

Me mandou debruçar na mesa de jantar, me disse que hoje eu seria seu prato principal. Me debrucei e abri minhas pernas, comecei rebolar pra provocar ele, que já veio me comer rapidinho. Socou sua rola toda melada da minha buceta de baixo pra cima quase me levantando do chão. Estocava muito forte, a mesa saia do lugar e eu urrava naquela rola maravilhosa, a melhor que tive até hoje. Estava quase gozando mais ma vez. Quando e disse isso a ele, foi ai que ele acelerou mais e com sua mão ele esfregava meu grelinho.minhas pernas começaram ficar bambas e minha buceta contrair, estava gozando mais uma vez. Seu pau ficou mais melado, ele tirava a rola e lambuzou minha bundinha toda, deixo meu cuzinho melado com o liquido que escorria pelas minhas pernas. Ele disse que queria comer meu cuzinho, relutei dizendo que não, que e não aguentava mais, estava toda acabada, com a buceta ardendo e me pai poderia chegar logo. Disse a ele que podia voltar outro dia pra isso, que eu ainda estaria com todas as preguinhas ainda. Ele aceitou a proposta de poder me comer outra vez, mas em troca eu ia levar esporrada na cara e beber ela.

Me deitei no chão, não aguentava mais ficar em pé. Ele veio por cima de mim, enfiou seu pau entre meus peitos e apertou eles. Eu ficava lambendo a cabeça do pau dele enquanto ele fazia uma espanhola. Ele se levantou e me mando sentar pra terminar de chupar se pau. Socou as rola em minha boca de novo me fazendo engolir todinho de novo. Estava quase gozando quando me mandou deitar de novo. Ele se ajoelhou com as pernas sobre meus braços me deixando imável. Apontou seu pau pro meu rosto, eu coloquei a cabeça na boca e ele começo a punhetar bem rápido. Senti o pau dele latejando e os primeiros jatos jorraram. A pressão com que saíram me fizeram engolir, mas e tirei sua rola da boca, e ele continuou pulsando aqueles jatos brancos e quentes por todo o me rosto e cabelo. Eu estava sem poder me mexer pra impedir que ele fizesse isso. Fiquei com o rosto todo cheio de porra. Ele me disse que era um creme de beleza e espalhou com seu pau no meu rosto todo. Não conseguia faze-lo parar. Quando terminou de espalhar tudo me deixando com o rosto e o cabelo todo melado ele se levanto. Me limpei com minha roupa enquanto ele se vestia. Fui para o banheiro pra me limpar, mas quando voltei ele já tinha ido embora. Ele se foi mas me deixo com o cabelo grudando e com a buceta ardendo, mas me sentia realizada e contente.

Ele voltou outro dia, quando meu pai teve que viajar de novo. Ele voltou pra terminar a segunda parte e comer minha bundinha, mas isso eu conto numa outra oportunidade. Leia e votem nesse que depois conto como foi. Beijos...

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


punheten o rabo da minha esposacontos eroticos arrombando a gordacontos eroticos gay-menor de idadecontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteChaves dando na piriquita na bunda da Chiquinhaconto eróticos de mendigo arregaça bucetavi outro gozar na boca de minha mulher contosmeu sobrinho menor conto eróticocontos eroticos encoxada na irmacontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentezoofilia cavalo violentos o dedãocontos eroticos menage femininoconto minha esposa nudista em familiacontos coxudas de saiapelada e o cu melado de manteiga no corpo inteiroputinha desde novinha sacaneadacontos tio no carrocontos eroticos shortinho pppconto gay filho ve o pai com o pau duro e perguta o que a quinloconto erotico sentei no colo com o carro lotadoconto mãezinha fode com filhinho treze anoscontos eroticos incesto com avôadultas com seios e bundas fartas contos eroticos comendo giovanaconto de mulher transando com meninos novinhoscorno no cinema contoscontos erótico filho ajuda mãecontos eroticos atrizes chupando pau receberDei meu cuzinho para o papai contosConto d esposa safadinha fico d pau duroas duas bundinha para o macho contocontos fudendo com priminhs de dose snoseu vou te arregaçar inteira me perdoa amor, desculpacontos eroticos comendo o cu da vendedora da avoncontos eroticos gay papai com vinte e cinco anos me comeu com nove anosviajando de calça leg contos eroticosvideos de teens ninfetas dos peitoes definidos transando gostosoContos comendo a cunhada na lavanderiarelato de mae dando a buceta para o filhovidios novinhas dos mamilps diros pontudosbucetinha gostosa da menina calcinha Contos Maegozada dentroamandacontos eróticos engravideicontos eroticos arrombando a gordacontos erotico eu minha esposa gostosa e meu sobrinhoconto o velho pauzudocontos picantes desejo de marido e negaocontos erótico de incesto eu novinha ano ... meu tio com 26*6cm de rola me arrombou contos eroticos Gay de fui visitar meu tio e ele me comeuEdna A tia da minha esposa contos eroticosdevolvendo esperma no pau do bem dotadocontos eróticos frio chuvamae entra no quarto de filho sem calcinhaContos como foi a primeira punhetinhabundonas de30anos no cuporno brasileiro tia pasando u pano na casa e pega sobrinho na punhetaContos eroticos carro lotadoconto erótico gay em cinema. De Recifevesti as roupas da minha mulher por curiosidade fui flagrado pelo vizinho e virei sua putinha gaycumil minha vizinha gostoza fimepornoConto de puta estuprada pelos mendigosvideo de ninfeta branqui.ha magra no sexo anal de quatrovelho tarado contos eroticos de incestoconto erotico pra igreja sem calcinhacontos eroticos arrombando a gordacontos com teens sentando na ro do pri com doze anoscontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosapanhando e gozando contosgarota da buceta grande cetado nado negãoconto incesto cunhadafui consola a cunhada contosdona redonda arreganhado o cuzaofui sondar e fui comido contos