Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

GARÇONETE SAFADA

Outro dia estávamos na casa daquele meu "amigo", que podemos chamar de namorado, com mais um colega de escola, o Juliano. Estávamos sozinhos e os pais dele sá voltariam bem tarde, então meu namorado teve a idéia de brincarmos de "garçonete". Cada um deveria colocar uma mini-saia da irmã dele e servir os outros por meia-hora, levando refrigerantes, salgadinhos e qualquer coisa que pedissem.

Claro que isso era uma desculpa para um ver e alisar a bunda do outro. O primeiro foi o Juliano, que era um pouco mais velho e tinha um corpo mais másculo - pernas mais peludas e um certo volume que aparecia sob a micro-saia da irmã do meu namorado. Ele ficou um pouco tímido, mas entrou na brincadeira, deixando a gente dar umas beliscadinhas na bundinha e, toda vez que passava por mim, eu dava um tapinha.

Depois foi minha vez, sá que eu estava sem cueca e, logo na primeira vez que passei para servir meu namorado, eu abaixei e minha "poupinha" apareceu na frente do Juliano, que ficou surpreso e comentou "hmm que bundinha gostosa!" - na época, já tinha um bumbum branquinho, firme e empinado. Levantei na hora e fui para a cozinha pegar alguns salgadinhos, enquanto ouvia as risadinhas dos dois na sala.

Quando voltei para servir o Juliano, já fui esperando alguma brincadeira, mas ele me surpreendeu e me botou sentado no seu colo (como estava sem cueca, minha bundinha encostou nua no colo dele e pude sentir aquele volume muito duro). Olhei para o meu namorado sem graça e ele disse que isso fazia parte da brincadeira e que eu tinha que ser uma garçonete bem liberal. Na hora que voltei para a sala estavam sentados um do lado do outro e meu namorado já foi me puxando para o colo dele, e o Juliano pegou minha mão e colocou sobre seu pinto. Tentei tirar, mas os dois disseram que era sá brincadeira e que eu deveria fazer isso sá até acabar o meu "turno". Já que meu namorado não se importava de eu pegar em outro pau, resolvi matar minha curiosidade e comecei a massagear o membro do Ju de cima a baixo, segurando com força e apertando seu saco. Ele perguntou se eu queria ver e disse que sim, então coloquei a mão por dentro do seu short e tirei aquela pica para fora. Achei ela grande e até bem grossinha, bem maior que a do meu namorado, e estava latejando.

Quando meu namorado viu que eu estava curtindo segurar o pau do Ju, ficou com um pouco de ciúmes e me mandou ir buscar um salgadinho na despensa.

Eu estava no alto da escadinha para alcançar o pacote, quando sinto duas mãos abrindo minha bundinha, o que me fez levar um susto e me segurar na prateleira. Nisso, escuto meu namorado dizer "que garçonete apertadinha" e colocou um dedo no meu cuzinho, que estava fechadinho. Fiquei com medo de cair e me senti totalmente indefeso diante daquele assédio. Ele abriu bem minha bunda e passou a língua no meu cuzinho, me fazendo dar um gemido de prazer. Eu fiquei ali me segurando, totalmente submisso, enquanto ele passava a ponta da língua no meu cuzinho me fazendo gemer baixinho, até que o Ju nos chamou da sala e paramos com pressa para voltar.

Combinamos de escolher a melhor garçonete e a que ganhasse deveria fazer um serviço especial. Claro que eles combinaram e votaram em mim. Eles me mandaram desfilar com a microsaia e uma calcinha estilo tanguinha bem cavada, e tive que colocar uma blusinha rosa e sutiã com enchimentos - para melhorar, prendi meu cabelo, que estava compridinho e liso, em dois rabinhos. Os dois ficaram elogiando, dizendo que estava gostosinha, pedindo p eu rebolar e para me alisar na frente deles. Claro que fiquei de pau duro e eles disseram "já que está curtindo, agora fica de quatro na poltrona" (que era a mesma na qual eu tinha dado para meu namorado dias antes).

Me posicionei e meu namorado mandou eu encostar a cabeça nas costas da poltrona e não olhar para trás. Eles levantaram a minisaia e começaram a me alisar, sentia as mãos dos dois percorrendo minha bundinha, passando o dedo no meu cuzinho p cima da calcinha... até que um deles abaixou minha calcinha até o meio das coxas e abriu meu bumbum com as duas mãos, deixando meu cuzinho totalmente a mostra. Ouvi o Ju dizer "hmm que cuzinho rosinha...", então percebi que era meu namorado que estava me exibindo para ele! Na hora me senti uma putinha, mas fiquei sem reação e, ao mesmo tempo, era meio excitante saber que tinha outro garoto com tesão olhando meu cuzinho.

O Ju falou "agora é minha vez", e me deu um tapinha firme na bunda, que me fez dar um gritinho, que deve ter saído muito feminino, pq ele comentou que achou um tesão. Meu namorado disse "passa a língua no cuzinho dela". Na hora arregalei os olhos e fiquei espantado em ver como meu namorado era safado (ainda me chamando como menina na frente de outro). Ele me deu um tapa e mandou eu empinar a bunda, abrindo ela toda para nosso amigo. Achei que o Ju não ia topar, mas logo senti a boca dele na minha bunda, sua língua deslisando pelo meu cuzinho... Tentei me segurar, mas comecei a gemer baixinho, o que deixou ele com mais tesão.

Meu namorado veio pela frente e botou o pau na minha boca, me mandando chupar. Não queria fazer isso na frente do Ju, mas, naquela situação, achei que era besteira se importar com isso e comecei a lamber a cabeça daquele pau molhadinho de tesão. Qto mais o Ju enfiava a língua, mais forte eu chupava.

O diego estava gemendo, bombando o pau na minha boca, qdo o Ju pediu para trocar de lugar com ele. O Ju falou brincando "aê, não vai gozar na boca dela ainda" e os dois riram. Eu falei que não ia deixar ninguém gozar na minha boca, também meio brincando, e eles trocaram de lugar. Qdo o Juliano veio na minha frente, tomei um susto com o tamanho daquele pau, devia ter uns 18cm e era grossinho. Nunca tinha chupado um desse tamanho, mas fui logo me acostumando, não engolia tudo, mas dava fortes chupadas na cabeça que o deixavam com muito tesão.

Enquanto chupava o Ju com vontade, senti meu namorado alisando meu cuzinho e forçando o dedo. Tentei ralaxar, mas não entrava, então ele correu p o banheiro para buscar algum creme. Qdo ficamos a sás, o Ju me perguntou se podia me comer também, mas eu disse que não, que era muito grande e que não ia aguentar.

Meu namorado voltou e foi logo enchendo meu cuzinho de KY. Como tinha dado para ele há poucos dias, seu dedo entrou fácil, me fazendo dar um gemidinho de tesão com o pau do Ju na minha boca. O Diego falou p Ju "viu como essa safada gosta?", depois passou a cabeça do pau no meu buraquinho e disse "é isso que você quer, né? então toma...". Ele me deu um tapa na bunda para me fazer empinar. O diego nunca tinha me tratado assim, mas eu estava mesmo agindo como uma putinha, então não podia reclamar. Arrebitei a bundinha e ele foi penetrando devagar e firme, me fazendo tirar o pau da boca e dar um gritinho. O Ju tirou o pau da minha boca para eu poder tomar fôlego enquanto meu namorado me fazia gemer alto com as primeiras bombadas, e ficou acariciando meus peitinhos e passando o pinto no meu rosto. Fiquei excitado sentindo o cheiro daquele pau enquanto era comido.

Quando me acostumei com o pau do diego entrando e saindo, o ju pediu p abrir bem a boca e começou a fazer o mesmo com ela, eu ficava sá parado enquanto ele bombava minha boca com aquele pinto que, tenho que admitir, era mais gostoso que do meu namorado. Eles ficaram me ensanduichando por vários minutos até que senti meu namorado me segurando forte e enfiando fundo. Ele me dava tapas e mandava rebolar que estava quase gozando. Eu empinei o bumbum ainda mais e senti um jato quente dentro de mim, ele tirou o pau e espirrou na minha bunda, molhando ela inteira.

Logo em seguida o Ju falou "agora é minha vez", tirou o pau da minha boca e tocou ele rápido, passando a cabeça na minha língua e nos lábios, então espirrou um jato forte dentro da minha boca e vários outros na minha bochecha e queixo.

Os dois se sentaram no sofá para se recomporem e eu sá subi a calcinha e deitei de bruços num puf, meio sem acreditar no que tinha feito. Logo depois o Ju teve que ir embora. Quando foi se despedir de mim no puf, passou a mão na minha bunda e disse que depois ia querer comer meu cuzinho, também.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erotico chantageada pelo deficientenegao e o seu caralhoLóira safada narra conto metendo na coberturaa minha cunhada casada e saia justa contos com fotoscontos eroticos minha sogra quis econtoscomsograscontos de cornosconto gay filho ve o pai com o pau duro e perguta o que a quinloCasada narra conto dando o cuTenho 60 anos e minha bunda ta se mais contoscontos eróticos forçada a fuddermeu cu ficou rasgado e sangrando contosCasada narra conto dando o cusexo brasileiro com irmazinha gostosa na hora da malhaçaocontos eroticos brincando de cavalinho com padrinhoComi minha priminha contos eroticosconto enfermaria cheiro sexo intensocontos eroticos Netinha dando cu pro vovócontos eroticos menina de 07anos dando a xaninhacaralho anaconda destruindo cuconto erótico gay em cinema. De Recifemamando na vara feita bezerrinhacontos eroticos arrombando a gordaContos de mijadas no rostopeladas com cu e a bunda melada de manteigaconto lesbica humilhei minha amigacontos eroticos apostei meu marido e pedircontos eroticos de quata feira de cinzaconto comi uma eguaespiando a comadre tomar banho contos eróticosenfiando a.pica..comdificuldadecontos zoofilia namorada e a prima dela dando o cu pro cãocorno safada do Pará corto eróticoscomeu familia toda contos eroticoscontos tia preferidaContos eroticos viagem a africacorno participou contoo padrastoautoritáriocontos eroticos atrizes chupando pau recebercontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteputinha adora ser arrombada no gangui bangui com muita porra na bocaMinha vizinha me deixou ver ela transando contosminha iniciacao na zoofiliacontos eróticos gay com monstrosContos eroticos pai comedo filhacontos eroticos minha cadelinha manhosacontos eroticos em ferias em casa de tia gostosa na piscina e marido nao vercontos de corno surpresa e flagra na minha esposadei p meu genro contomeu sobrinho menor conto eróticocont erot calcinha floxa da meninacontos eróticos comi minha tiaPorno tesao na zoofilia relatoscontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos dois gemeos chupandocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentecontos minha mãe sentou no meu colo de saia sem calcinhacontos eroticos abusando do garoto da ruacontos eroticos gay lutas entre primosquase matei amiga da minha mae contoscontos eróticos funcionáriaIniciando uma virgem contos eroticoscontos eróticos sequestroconto lesbico tia iniciando a sobrinhaconto amigo do meu marido tem uma rola enormeVanessinha criando pelo na xaninhaver contos com fotos excitantes no onibus.meu sogro meu amante contomenino bateno puheta pos amigo no riosinhocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentesapata velha greluda e ninfetacontos eroticos viajando sentadaver conto erotico sob velhos etrupadorecontos eróticos de patrão com secretária recentesputinha do titocontos eroticos orgia com velhosfoto de travestis arreganhadas de frenteContos de incesto de meninas de 14 aninhos em Belém do Pará